InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 7 mil línguas em risco de extinção

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
B

avatar

Mensagens : 197
Data de inscrição : 12/09/2007

MensagemAssunto: 7 mil línguas em risco de extinção   Sex Set 21, 2007 6:13 am

Citação :
A cada 14 dias extingue-se um dialecto. Até ao final do século, terão desaparecido cerca de 7 mil em todo o mundo. A conclusão é da National Geographic Society e do Instituto Living Tongues que fizeram o mapeamento global das línguas em extinção.

O estudo agora divulgado faz parte do projecto 'Vozes Resistentes: Registo das Línguas Mais Ameaçadas do Planeta'. Segundo os investigadores, grande parte dessas línguas existe apenas oralmente, nunca tendo sido gravadas, pelo que estão condenadas a serem varridas para sempre do universo linguístico. Estima-se que mais de 500 dessas línguas são faladas por grupos inferiores a dez pessoas.

Morte lenta

Os últimos 500 anos foram palco do desaparecimento gradual de metade das línguas que já existiram em todo o mundo, do etrusco (idioma falado pela civilização etrusca, formada na Toscânia, actual Itália) ao otomano (falada pelos turcos durante o Império do mesmo nome). "Com a extinção de uma língua, é toda uma cultura que se perde", advertem os responsáveis pelo estudo. É na Austrália - cujos idiomas aborígenes na sua maioria encontram-se extintos - onde agonizam algumas das línguas mais ameaçadas do planeta. Apenas três pessoas falam magati ke, enquanto outras três o yawuru, tendo sido encontrado, no decorrer da pesquisa, apenas um habitante com conhecimentos rudimentares do amurdag, um dialecto que anteriormente havia sido declarado extinto.

Outro exemplo são as 50 línguas nativas remanescentes na Califórnia. Nenhuma delas é falada pelas crianças em idade escolar. "Em parte do Canadá e nos Estados norte-americanos de Washington e Oregon, cada uma das cerca de 50 línguas nativas estão ameaçadas. O falante mais jovem de qualquer delas tem pelo menos 60 anos de idade", advertem os cientistas.

Recorde-se que no leste da Rússia, Sibéria, China e Japão, as políticas de sucessivos governantes forçaram os nativos a abandonar as línguas minoritárias e a adoptar os idiomas nacionais. Nos EUA e no Novo México, as línguas nativas pura e simplesmente caíram em desuso. "Em 2005, apenas cinco idosos comunicavam entre si em yuchi, um idioma que não tem paralelo em todo o mundo", salientam os investigadores.

O estudo refere, ainda, que as línguas nativas de grande parte das tribos indígenas brasileiras estão a ser massacradas por línguas mais fortes. Ou seja, pelo português (no caso Amazónia brasileira) e pelo espanhol (na Bolívia), bem como pelo quéchua e pelo aymara, dialectos difundidos no norte e no sul dos Andes bolivianos, respectivamente.

De acordo com a National Geographic Society e o Instituto Living Tongues, menos de 80 índios brasileiros falam ofayé e um número inferior a 50 consegue expressar-se em guató, línguas ainda faladas no Mato Grosso do Sul, próximo ao Paraguai e na Bolívia. Apenas 80 índigenas dominam o wayoró, a língua falada nas proximidades do rio Guaporé, no Estado brasileiro de Rondônia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://brunopaulo.miniville.fr/
 
7 mil línguas em risco de extinção
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Quem não se adapta corre o risco de extinção
» A origem das línguas e das etnias
» Batismo com o Espírito Santo e falar novas línguas
» Quase todos os filmes futuristas o tema é extinção da humanidade
» A diversidade de línguas é anterior à construção da torre de Babel.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Artes & Letras-
Ir para: