InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 EUA - Eleição Presidencial em 2008

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 8:27 am

OO Esquerda escreveu:
Por agora que ganhe a candidatura "Dois Presidentes pelo preço de Um"

- Hillary Clinton !!!!!
('tá claro)


Daqui por 4 anos, será a vez de Obama !

- O Sonho Americano, no seu Melhor !!!!

deve haver ou ha um acordo secreto
Quem ganhar nomeia o vencido para Vice

Será ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 8:49 am

votaçaõ na Visão
========================
Quem gostaria que fosse o próximo Presidente dos Estados Unidos da América?
Barack Obama 55,2% (358)
Hillary Clinton 39,7% (257)
John McCain 4,0% (26)
Mitt Romney 1,1% (7)


==========================
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 9:40 am

Super Terça-Feira: «factor Oprah» marca a diferença ?

2008/02/05 | 16:22 - portugal diário

Os apoios mediáticos a cada candidato têm muita importância nas eleições americanas

Quem não conhece Oprah Winfrey? Nos Estados Unidos a pergunta chega a ser estúpida, pela omnipresença da apresentadora bondosa, que também já tem os seus fãs em Portugal. Mas Oprah não é apenas uma carpideira. É uma excelente comunicadora, uma líder de opinião e uma das mais significativas apoiantes de Barack Obama.

As eleições americanas vivem muito deste tipo de apoios. E Obama parece ganhar vantagem entre a comunidade mais mediática, como os actores, músicos e apresentadores de televisão. O candidato democrata conta, também, por exemplo, com Scarlett Johansson e os políticos relevantes John Kerry e Ted Kennedy, para além do declarado apoio de alguns dos jornais mais representativos do país: Chicago Tribune, San Francisco Chronicle, New York Post, Los Angeles Times e Boston Globe.

Super Terça-Feira: um Hussein na Casa Branca?
Super Terça-feira: Obama à frente...na Indonésia

Mas Hillary Clinton, como sempre, segue-o de muito perto, embora sem a frescura de Obama. Ao seu lado já se declararam o New York Times ou Madeleine Albright, enquanto John McCain consegue reunir o maior número de apoios do lado republicano: New York Times, Los Angeles Times, Henry Kissinger, Arnold Schwarzenegger e Sylvester Stalone. Com o Rambo e o Exterminador do seu lado, já há quem diga que McCain será imparável.

Falta ainda dizer que Tom Tancredo apoia Mitt Romney, assim como os jornais conservadores Salt Lake Tribune e Hartford Courant; Howard Stern e Adam Curry estão do lado de Ron Paul; e Chuck Norris tem aparecido insistentemente com Mike Huckabee.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 9:44 am

Quanto custa ser presidente dos Estados Unidos ?

2008/02/05 | 16:16 || Portugal Diário

Normalmente quem consegue juntar mais acaba por vencer. Sabem quem vai à frente?

Existe uma máxima na América que todos conhecem: vence quem conseguir juntar mais dinheiro.

E para que serve esse dinheiro?

Publicidade, publicidade, publicidade. Ao contrário do que acontece em sistemas como o português, em que os partidos aparecem em campanha na televisão devidamente enquadrados em tempos de antena, nos Estados Unidos ganha a força da intervenção nos media, com autênticos clips publicitários em prime time, a favor e muitas vezes contra um candidato.

Se olharmos para o dinheiro que cada candidato já conseguiu juntar, poderia entregar-se a Sala Oval de mão beijada a Hillary Clinton.

A mulher de Bill já conseguiu angariar quase 116 milhões de dólares, enquanto Obama conseguiu ultrapassar ligeiramente a fasquia dos cem milhões (mais precisamente 102 milhões).

Só depois chega o primeiro republicano, com Mitt Romney a atingir os 88 milhões, enquanto o seu principal rival, John McCain, se fica pelos 41 milhões. Rudy Giuliani, que já desistiu e decidiu apoiar McCain, tinha atingido uns consideráveis 60 milhões.

E onde fica Mike Huckabee, que continua a lutar ferozmente?

Pois, não chega aos dez milhões: 8,9 milhões de dólares. Bem menos do que a sensação Ron Paul, que garantiu um forte apoio em campanhas na Internet, o que lhe permitiu juntar uns preciosos 28 milhões de dólares. John Edwards, que entretanto desistiu, tinha juntado 44 milhões de dólares.

Quanto gastaram nos Estados da «Super-Tuesday»?

Olhando apenas para os gastos nos Estados que vão estar implicados nesta super-terça-feira, Hillary volta a vencer, com 61,5 milhões angariados, deixando Obama nos 51 milhões. Romney fica-se pelos 29 milhões, McCain pelos 17, Paul pelos 6,5 e Huckabee pelos 2,5...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 9:47 am

Isso e uma MENTIRA!!! Nunca o dinehiro decidio uma ELEICAO!! forbes,rockfeller,romney ETC,ETC,
Voltar ao Topo Ir em baixo
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 9:53 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
Isso e uma MENTIRA!!! Nunca o dinehiro decidio uma ELEICAO!! forbes,rockfeller,romney ETC,ETC,

está nervoso ???

não percebo porquê ???? Sleep Sleep Sleep Sleep Sleep
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 9:57 am

NERVOSO? Porque?????????????? Laughing Laughing Laughing Nao admito MENTIRAS!!
Jamais um PRESIDENTE foi eleito pelo factor dinheiro!!! Esqueca a AMERICA. E uma assunto muito complicado para quem nao sabe nem o que se passa em PORTUGAL! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 10:00 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
NERVOSO? Porque?????????????? Laughing Laughing Laughing Nao admito MENTIRAS!!
Jamais um PRESIDENTE foi eleito pelo factor dinheiro!!! Esqueca a AMERICA. E uma assunto muito complicado para quem nao sabe nem o que se passa em PORTUGAL! Wink

Terá que escrever isso para o jornalista do portugal diário que escreveu a notícia sobre quanto custa um presidente.

De contrário. estar a escrever o que escreveu, aqui, é estar a fazer figura de artolas.

Mas como você gosta de fazer figura de artolas, aqui, faça o favor de continuar.

Eu vou ali e já venho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 10:03 am

ESTIMADO 00 ESQUERDA!! eSSE jornaleiros DE CACA DE TRAZER POR CASA, PORTUGUESES, QUE teem tanto de jornalistas como eu tenho de bailarino e que sao ESTADO-DEPENDENTES, que nao veem um BOI A FRENTE sao uma piada!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 10:17 am

Na CALIFORNIA, o MAIOR PREMIO ELEITORAL, OBAMA tem 13 pontos de vantagem sobre HILLARY!!! ESPANTOSO!! Os analistas dizem que hoje pode ser o FIM de HILLARY!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 10:25 am

Mais de 9 000 000 devem votar hoje na CALIFORNIA!!! Sabiam que a CALIFORNIA se fosse um PAIS era a 5a MAIOR ECONOMIA DO MUNDO, a par da FRANCA? Dimensoes , amigos!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Ter Fev 05, 2008 10:26 am

Os +de 9 000 000 representa um recorde e SO BENEFICIA OBAMA!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vagamente livre



Mensagens : 157
Data de inscrição : 16/10/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qua Fev 06, 2008 12:12 pm

Depois de ler o que atrás fica dito, fico com a impressão de que os delegados à convenção de Agosto não escolhem livremente, mas sim, são comprados.
Se assim for, os EUA serão o maior país de caciques do mundo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qua Fev 06, 2008 12:14 pm

infelizmente AINDA EXISTEM super-delegados QUE QUEM CIONTROLA E A MAQUINA DO partido E POR ISSO , maccain E hillary IRAO A FINAL!!!lastimavel!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Clinton e Obama saem igualmente vitoriosos da super terç   Qui Fev 07, 2008 3:21 am

Clinton e Obama saem igualmente vitoriosos da super terça-feira


Duas vitórias mas nenhum favorito. Hillary Clinton e Barack Obama saem
do teste da super terça-feira das primárias democratas sem
ultrapassarem o "empate técnico".

Se ele venceu num maior número
de estados, 13 no total, ela, ao vencer nove, consegue arrebatar a
maioria dos mais populosos, como a Califórnia ou Nova Iorque.

A
diferença do número de delegados de cada candidatura permanece mínima,
num momento em que a contagem dos votos prossegue em alguns estados.

E
se Clinton obteve o apoio dos bastiões tradicionais dos
norte-americanos, e do voto latino, já Obama triunfa entre os
afro-americanos e entre a população branca mais jovem.

O suspense promete durar até Março, quando Ohio e Texas forem a votos, e mesmo até Abril, quando chegar a vez da Pensilvânia.

O analista Tom Mann resume assim o resultado da noite eleitoral:

"De
uma forma geral, Clinton tem razões para festejar porque dominou nos
grandes estados, à exclusão do estado do Illinois, de onde é originário
Obama. E Obama, por seu lado, conseguiu a parte de leão, ao liderar nos
estados mais representativos da diversidade do eleitorado, o que é um
sinal bastante encorajador"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: SUPER TUESDAY   Qui Fev 07, 2008 5:12 am

SUPER TUESDAY


Maria José Nogueira Pinto
jurista























Super Tuesday, anteontem foi renhida. Nos republicanos, ao contrário de
2000, em que varreu o poder económico da candidatura de George W. Bush,
e de 2004, em que o Presidente estava para reeleição, a campanha foi
aberta a plural.

Nos democratas, sucedeu algo parecido, graças ao fenómeno Barack Obama,
que disparou, vindo do quase nada, contra uma Hillary Clinton,
entrincheirada em todas as fortalezas tradicionais das campanhas - o
aparelho partidário, o dinheiro, o establishment.

É esta a primeira revelação interessante desta campanha de 2008. Um
certo estalar da sabedoria convencional, a começar pela do "dinheiro"
como a chave das vitórias. Os dois candidatos que dão que falar são o
jovem afro--americano, que arranca com pequenos donativos via Internet
e o velho herói John McCain, que no Verão de 2007 tinha uma campanha
financeiramente falida.

O segundo aspecto é a reposição das ideias e das políticas. Obama é uma
figura que inspira, à partida, simpatia. Com a sua voz bem timbrada,
afro-americana q.b., a lembrar os grandes cantores de jazz e os heróis dos direitos cívicos, empolga uma parte da América que está farta da Wall Street e K. Street (a rua das firmas de lobby em Washington D.C.).

O que significa essa retórica, o que virá depois dela, ninguém sabe,
nem pode saber. O "charme" do personagem é novelesco - com uma avó
perdida no Quénia, uma família americana de classe média, é um dos
arquétipos do herói. Vindo de parte incerta, para um grande destino.

H. Clinton é fria, calculadora, não dá ponto sem nó. Tem a
"experiência" e mostrou que sabe o que é a razão política - sacrificou
à sua carreira e à do marido muita coisa. É o estilo oposto - o da
carreira escolhida, galgada por cima do que for preciso, dura, fria,
realista. Com mérito, a seu modo.

Nos republicanos, McCain é o herói que deu provas de carácter, de
coragem física e moral. Que viu, como os heróis reais, as cores do
inferno - numa prisão no Vietname do Norte. E que lhe sobreviveu; como
sobreviveu a um cancro, ganho em campanhas eleitorais no deserto do
Arizona; como sobreviveu às batalhas brutais - dentro do seu partido -
para ser fiel aos seus princípios.

Os seus competidores encarnam duas correntes ideológicas, mas contraditórias - Mitt Romney é o filho família do business approach,
multimilionário, cujo principal trunfo tem sido os milhões que gasta do
seu bolso na campanha. Fora disso, parece ir dizendo o que o seu
público de ocasião quer ouvir.

Mike Huckabee é um evangélico populista, uma espécie de "poor white",
sulista, religioso, com apelo a uma classe média empobrecida dos
republicanos que reagem mal ao que em política e económica tem sido "um
governo dos ricos, pelos ricos e para os ricos". Mas percebe pouco de
política internacional e seria um risco tê-lo a comandante-chefe.

McCain é um homem de sínteses - família de militares, patriota,
realista e idealista na medida do necessário. E que percebe o mundo tal
qual é. Apoiou a invasão do Iraque, mas criticou a política que se lhe
seguiu e advogou a solução Paetreus. As suas políticas sobre imigração
e impostos, que tanto irritam os sectores mais conservadores do seu
partido, são afinal as do "compassionate conservatism" apregoado, mas esquecido por George W. Bush.

Os resultados de 5 de Fevereiro parecem confirmar uma leitura pelos
eleitores nesta linha. Entre os democratas, Hillary Clinton, com 689
delegados assegurados, tem a liderança da corrida. Mas Obama - com 582
- não tem razões para desistir. É natural que só na Convenção se
decidam.

Nos republicanos as coisas estão mais definidas. Com 514 delegados já
firmes, McCain vai largamente à frente do Romney (177) e Huckabee
(122). São precisos 1191 delegados para a maioria.

E, de qualquer modo, a sorte desta vez parece sorrir ao senador do
Arizona: os seus rivais dividiram os votos críticos e, sem sombra de
dúvidas, todos reconhecem que ele é o único candidato republicano que
pode bater Hillary ou Obama. E, apesar das embirrações ideológicas, o
que tem de ser tem muita força.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 7:11 am

votar num negro PORQUE E negro, OU NUMA MULHER porque e mulher, E UM insulto a inteligencia humana e so comprova a IGNORANCIA dos idiotas que nem sabem qual os planos dos dois!!! SOCIALISTAS!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 7:15 am

MAIS uma "EXPERT" DOS usa!! Laughing Laughing Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 7:23 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
MAIS uma "EXPERT" DOS usa!! Laughing Laughing Laughing

Esta é da sua area
Da extrema direita
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 7:24 am

POR FALAR EM SUPER TUESDAY.............

HILLARY emprestou 5 000 000 (tadinha) DO SEU PROPRIO DINHEIRO a sua CAMPANHA, dias antes do SUPER TUESDAY!!

http://www.cnn.com/2008/POLITICS/02/06/election.clinton/index.html?eref=ib_topstories
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 7:26 am

Vitor mango escreveu:
RONALDO ALMEIDA escreveu:
MAIS uma "EXPERT" DOS usa!! Laughing Laughing Laughing

Esta é da sua area
Da extrema direita

o mango , confunde extrema-direita COM CONSERVADORISMO!!!

sER ANTI-ABORTO E DE EXTREMA DIREITA? qUERER UM estado pequeno E eficiente e de extrema direita? Querer MENOS IMPOSTOS para o POVO e EXTREMA -DIREITA?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 11:29 am

Mitt Romney suspende campanha


Mitt Romney vai suspender sua campanha pela indicação do Partido Republicano para concorrer à Presidência dos Estados Unidos.

Mitt Romney gastou milhões de dólares do seu próprio bolso para financiar as campanhas, mas ficou bem aquém do senador John McCain nas primárias da ‘SuperTerça’.

Os analistas consideram que a desistência de Romney abriu as portas para ao senador como candidato republicano.


O ex-candidato anunciou a suspensão da campanha na Conferência de Acção Política Conservativa, afirmando que «tornará a corrida mais fácil para Clinton ou Obama».

Enquanto isso, Hillary Clinton e Barack Obama estão taco-a-taco na corrida democrática.

SOL com agências
Voltar ao Topo Ir em baixo
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 1:00 pm

SUPER TUESDAY


Maria José Nogueira Pinto - jurista

Super Tuesday, anteontem foi renhida. Nos republicanos, ao contrário de 2000, em que varreu o poder económico da candidatura de George W. Bush, e de 2004, em que o Presidente estava para reeleição, a campanha foi aberta a plural.

Nos democratas, sucedeu algo parecido, graças ao fenómeno Barack Obama, que disparou, vindo do quase nada, contra uma Hillary Clinton, entrincheirada em todas as fortalezas tradicionais das campanhas - o aparelho partidário, o dinheiro, o establishment.

É esta a primeira revelação interessante desta campanha de 2008. Um certo estalar da sabedoria convencional, a começar pela do "dinheiro" como a chave das vitórias. Os dois candidatos que dão que falar são o jovem afro--americano, que arranca com pequenos donativos via Internet e o velho herói John McCain, que no Verão de 2007 tinha uma campanha financeiramente falida.

O segundo aspecto é a reposição das ideias e das políticas. Obama é uma figura que inspira, à partida, simpatia. Com a sua voz bem timbrada, afro-americana q.b., a lembrar os grandes cantores de jazz e os heróis dos direitos cívicos, empolga uma parte da América que está farta da Wall Street e K. Street (a rua das firmas de lobby em Washington D.C.).

O que significa essa retórica, o que virá depois dela, ninguém sabe, nem pode saber. O "charme" do personagem é novelesco - com uma avó perdida no Quénia, uma família americana de classe média, é um dos arquétipos do herói. Vindo de parte incerta, para um grande destino.

H. Clinton é fria, calculadora, não dá ponto sem nó. Tem a "experiência" e mostrou que sabe o que é a razão política - sacrificou à sua carreira e à do marido muita coisa. É o estilo oposto - o da carreira escolhida, galgada por cima do que for preciso, dura, fria, realista. Com mérito, a seu modo.

Nos republicanos, McCain é o herói que deu provas de carácter, de coragem física e moral. Que viu, como os heróis reais, as cores do inferno - numa prisão no Vietname do Norte. E que lhe sobreviveu; como sobreviveu a um cancro, ganho em campanhas eleitorais no deserto do Arizona; como sobreviveu às batalhas brutais - dentro do seu partido - para ser fiel aos seus princípios.

Os seus competidores encarnam duas correntes ideológicas, mas contraditórias - Mitt Romney é o filho família do business approach, multimilionário, cujo principal trunfo tem sido os milhões que gasta do seu bolso na campanha. Fora disso, parece ir dizendo o que o seu público de ocasião quer ouvir.

Mike Huckabee é um evangélico populista, uma espécie de "poor white", sulista, religioso, com apelo a uma classe média empobrecida dos republicanos que reagem mal ao que em política e económica tem sido "um governo dos ricos, pelos ricos e para os ricos". Mas percebe pouco de política internacional e seria um risco tê-lo a comandante-chefe.

McCain é um homem de sínteses - família de militares, patriota, realista e idealista na medida do necessário. E que percebe o mundo tal qual é. Apoiou a invasão do Iraque, mas criticou a política que se lhe seguiu e advogou a solução Paetreus. As suas políticas sobre imigração e impostos, que tanto irritam os sectores mais conservadores do seu partido, são afinal as do "compassionate conservatism" apregoado, mas esquecido por George W. Bush.

Os resultados de 5 de Fevereiro parecem confirmar uma leitura pelos eleitores nesta linha. Entre os democratas, Hillary Clinton, com 689 delegados assegurados, tem a liderança da corrida. Mas Obama - com 582 - não tem razões para desistir. É natural que só na Convenção se decidam.

Nos republicanos as coisas estão mais definidas. Com 514 delegados já firmes, McCain vai largamente à frente do Romney (177) e Huckabee (122). São precisos 1191 delegados para a maioria.

E, de qualquer modo, a sorte desta vez parece sorrir ao senador do Arizona: os seus rivais dividiram os votos críticos e, sem sombra de dúvidas, todos reconhecem que ele é o único candidato republicano que pode bater Hillary ou Obama. E, apesar das embirrações ideológicas, o que tem de ser tem muita força.|

dn
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Xô Esquerda

avatar

Mensagens : 703
Data de inscrição : 15/12/2007

MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 1:22 pm




Election Parody
Hillary - Obama
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   Qui Fev 07, 2008 1:33 pm

affraid
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: EUA - Eleição Presidencial em 2008   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
EUA - Eleição Presidencial em 2008
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Combinatória - (eleição escolar)
» Eleições! Só para lembrar PT...
» A Re-eleição de OBAMA já estava certa para acontecer?
» Questão do CFSd 2008
» (Unesp-2008) - altura do edifício

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: