InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Quotidiano Afegão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Quotidiano Afegão   Seg Out 01, 2007 11:01 am



Afghanistan - In Kandahar, a former stronghold of the Taliban, 17 women lead by renowned female detective Malalai Kakar are fighting everyday against the Taliban. These two intrepid women are part of the Ladies' Police Unit in Kandahar.



Kandahar, Afghanistan - Unemployed men languish in Kandahar. For a few dollars, they are ripe recruits for the Taliban as potential suicide bombers, killers, frontier gun runners or spies - anything to save their families from poverty.

A foto abaixo já é antiga, mas ....



Afghanistan, 1986 - Mujahedin praying while on an operation against the
Soviet army.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Quotidiano Afegão   Qua Out 03, 2007 4:28 am

Violência no Afeganistão aumenta

Os atentados suicidas sucedem-se a um ritmo recorde no momento em que a violência no Afeganistão aumentou 20 por cento desde o ano passado

O relatório constata que apesar de 76 por cento de todos os atentados suicidas no país visarem as forças de segurança internacionais e afegãs, 143 civis foram mortos por essas bombas desde Agosto.

O Afeganistão registou uma média de 550 incidentes violentos por mês este ano, contra os 425 do ano passado, afirma.

«Os ataques suicidas têm sido acompanhados por ataques contra os estudantes e escolas, assassínios de polícias, de idosos e de mullahs, e alvejar a polícia é um esforço deliberado e calculado para impedir o estabelcimento de instituições governamentais legítimas», lê-se no relatório.

O relatório não dá outros números relacionados com a violência.

Contudo, uma contagem da Associated Press sobre as mortes relacionadas com a violência dos rebeldes chega aos 5.086 - o número de mortes mais elevado no Afeganistão desde a invasão liderada pelos Estados Unidos para derrubar os talibãs.

A AP contabilizou cerca de 4.000 mortes em 2006, baseando-se nos relatórios ocidentais e das autoridades afegãs.

Um ataque suicida terça-feira a um autocarro da polícia em Cabul ocidental matou 13 agentes e civis, incluindo uma mulher e os seus dois filhos que subiam para a viatura segundos antes da explosão, disse o Ministério da Saúde.

Foi a segunda bomba a fazer saltar o tejadilho de um autocarro na capital afegã em quatro dias, numa altura em que os rebeldes intensificaram os ataques contra as forças de segurança afegãs durante um ano em que a violência bateu recordes.

De acordo com a AP mais de 3.500 militantes morreram este ano mas também morreram mais de 650 civis em consequência quer da violência rebelde quer dos ataques da NATO e norte-americanos.

Cerca de 180 soldados internacionais morreram no Afeganistão desde o início do ano, incluindo 85 norte-americanos. Em todo o ano de 2006 morreram 90 soldados dos Estados Unidos.

A contagem só inclui militantes mortos em acções militares pela coligação liderada pelos Estados Unidos, que inclui os soldados das Forças Especiais. O contingente da NATO no Afeganistão, em que Portugal participa, não divulga as estimativas de mortes das suas batalhas.

Os rebeldes também lançaram um número recorde de ataques suicidas- mais de cem - e dois atentados à bomba em Cabul contra autocarros desde sábado fizeram 43 mortos entre eles.

Enquanto isto, em Nova Iorque, o chefe da diplomacia canadiana, Maxime Bernier, pediu terça-feira a nomeação de um emissário especial das Nações Unidas para o Afeganistão a fim de melhor promover a missão da comunidade internacional neste país.

«O governo canadiano continua a apoiar o papel dirigente da ONU no Afeganistão. É por isso que somos favoráveis (à nomeação) de um emissário especial da ONU de alto nível para o Afeganistão», declarou o ministro na Tribuna daquele organismo mundial.

Cerca de cinquenta mil soldados estrangeiros apoiam o governo do presidente Hamid Karzai num país a braços com uma rebelião cada vez mais sangrenta dos talibãs, derrubados do poder no final de 2001.

Lusa/SOL
Voltar ao Topo Ir em baixo
B

avatar

Mensagens : 197
Data de inscrição : 12/09/2007

MensagemAssunto: Re: Quotidiano Afegão   Qua Out 03, 2007 6:07 am

Este Afeganistão aos poucos vai começando a por em ordem as forças da coligação.
Quando se pensava que seria fácil controlá-los afinal não é bem assim
Mas de uma população viciada em drogas não se pode esperar grande coisa.
E do Bin Laden nada
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://brunopaulo.miniville.fr/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Quotidiano Afegão   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Quotidiano Afegão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: