InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A Direita confundida

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: A Direita confundida   Ter Out 02, 2007 9:55 am

A direita confundida




VAI pelas cabeças uma grande confusão entre esquerda e direita.

A direita diz que o Governo de Sócrates é de direita e a esquerda diz que o Governo de Sócrates é de direita, o que quer dizer que a direita e a esquerda dizem a mesma coisa e isto confunde os espíritos que acreditam que uma ideologia e um programa ideológico são substantivamente mais do que um programa de Governo ou uma crítica da Oposição.

Consideremos a confusão à direita que há tanto tempo fala em refundar-se e só logra confundir-se. Desde Sá Carneiro e Cavaco Silva que a direita portuguesa anda à procura de si e de uma ideia salvadora que transcenda o homem e a sua circunstância.

Da circunstância nem é bom falar porque a direita portuguesa vive na ansiedade salazarista do homem providencial que nunca arranjou. Cavaco foi um chefe autoritário sem uma visão de Portugal, muito menos uma visão de direita.

Nalguns casos, como a da solidariedade social ou da intervenção do Estado nas esferas da vida privada, Cavaco era de esquerda ou, pelo menos, era de centro com uma consciência social carregada e uma agenda social cumpridora.

Cavaco acreditava no Estado e nas virtudes salvadoras do Estado e acreditava no modelo social europeu. Acreditava em ajudas, políticas solidárias e subsídios, ou seja, em "mais Governo".

Seguiu-se Marcelo, que acreditava em tudo o que lhe convinha acreditar e que foi, a contragosto, o único que percebeu que a conveniência política tinha de ultrapassar a circunstância desfavorável e que sem uma coligação a direita não sobreviveria a Guterres e à sua esquerda dialogante e de terceira via, agendando interesses e aforrando vantagens.

Coligou com o inimigo Paulo Portas, e zangaram-se uns com os outros.

Caiu Marcelo, caiu Portas, veio Barroso.

A queda de Marcelo arrastou consigo os barões do PSD, auto-intitulados elites que viviam numa amargura órfã de Sá Carneiro.

O partido nunca mais foi o mesmo, e os que acreditaram que a dupla "geracional" Barroso/Santana ia fazer alguma coisa por eles logo perceberam que tinham sido arredados do poder por estes dois, e que eram odiados por eles.

Barroso, depois de ter enfrentado Marcelo nos congressos por causa da coligação com Portas, acabou a coligar com Portas, numa prodigiosa reviravolta que convenceu toda a gente, incluindo os defuntos marcelistas.

Marcelo regressou à sua actividade bipolar de comentador-comentado, presumindo distância no cálculo partidário, e Portas foi, durante estes tempos de ouro, o delfim do PSD e a sua ala direita. Nestes jogos de manutenção do poder, ia-se perdendo uma ideologia residual e uma identidade precária.

No PSD fazia-se de tudo, incluindo o mortal de costas. lol!

O PSD partiu-se todo.

Barroso abalou para verdes pastagens, Santana esboroou-se, e o partido resignou-se a Marques Mendes, personagem estimada e executor de ordens ao qual ninguém reconhecia força ou convicção.

Mendes estava por lá a dar com o espanador na cadeira do próximo chefe, que ninguém sabia quem era.

Pelo caminho levantaram-se alguma cabeças autoproclamadas como luminosas e logo engolidas pela obscuridade, entre elas António Borges e o ectoplasma Aguiar Branco.

De vez em quando, o partido ergue-se do chão e designa um Messias e depois abandona a ideia.

O Messias, entretanto, diz que apoia o líder designado, ou o candidato designado, num acto de desautorização brutal do dito.

A tendência, inaugurada por Leonor Beleza ao designar Barroso como sucessor de Marcelo, e que enfureceu Barroso, sustenta-se do erro: um chefe não precisa de ser benzido por uma autoridade superior a ele, e um verdadeiro chefe dispensa a humilhação.

A ideia partira da cabeça de Marcelo, que nunca aceitou que alguém fosse mais esperto do que ele.

À direita, entretanto, Portas refulgia, esquecendo-se do pormenor simples de que devia a sua existência política ao parceiro de coligação. Portas via o PSD como uma bengala incómoda que o impedia de deslizar nos pés alados. Portas tinha por essa época uma ideia de direita, e representava a direita que o PSD não representava nem ousava representar.

Coligados, representavam uma maioria, sozinhos eram uma derrota eleitoral. As peripécias que se seguiram à ida de Barroso para Bruxelas fazem hoje parte do almanaque nacional.

O PSD não sabe viver em desvantagem, nem tem uma ideia que dê corpo à sua oposição.

Cavaco resolveu ser presidente de todos os portugueses mesmo contra o seu partido, como antes Sampaio tinha feito ao PS, violentamente.

Marques Mendes lá vai invocando a pobreza e a "fome" no Vale do Ave como uma arma de arremesso contra o PS e Sócrates, e Portas em breve andará por aí no circuito da feira e da febra assada, que lhe dá mais simpatias do que a pose de falcão na televisão.

A direita, assustada, invoca ideias de esquerda.

Resta-lhe a despenalização do aborto, que perdeu, e essa vareta mágica da diminuição da carga fiscal, que ninguém leva a sério.

Sócrates retirou à direita uma queixa que não seja de esquerda e ofereceu-lhe os pobres e os miseráveis.


Clara Ferreira Alves
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Ter Out 02, 2007 10:33 am

Que direita ,que carapuca, um PAIS, em que o ESTADIO come quase 50% do PIB nao tem Partidos de direita, no PSD, e no PS, que nao passam sim, de fabricas de ESTADO-DEPENDENTES.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Qua Out 03, 2007 3:38 pm

RARAMENTE DISCUTO POLITICA NACIONAL PARTIDARIA
OS JOGADORES SÃO DE 4ª AGUA
mAUS
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Qua Out 03, 2007 6:32 pm

p.m sao os SG dos PARTIDOS. Esse o GRANDE ERRO em PORTUGAL e quem tem esse sistema!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Narana quer "reflexão" à Direita   Ter Nov 13, 2007 6:19 am

Narana quer "reflexão" à Direita


Narana Coissoró está a organizar um colóquio para alertar os portugueses sobre as fragilidades do Estado. O objectivo, explicou o ex-deputado do CDS-PP ao JN, é o de promover a "reflexão" num tempo em que "muitos comentam" sem transmitirem "uma visão de conjunto".

"Tem faltado, no campo não socialista, o debate sobre os problemas do Estado", explicou, defendendo a necessidade de "uma reflexão apartidária sobre o Estado político, administrativo, económico e social".

Narana, recorde-se, abdicou do seu mandato na Assembleia da República, quase ao fim de 30 anos. Apoiou a liderança de Ribeiro e Castro contra o regresso de Paulo Portas, que responsabilizou pelos resultados nas intercalares de Lisboa. Agora, apresenta-se como contribuinte para um debate que acusa a Direita de não fazer.

O colóquio vai realizar-se no dia 24 no Centro Cultural das Caldas da Rainha. Adriano Moreira, Manuel Braga da Cruz Ernani Lopes e Mário Pinho serão os oradores que irão abordar diferentes vertentes do Estado confiança, crise, economia e sociedade.

Quanto à oposição a Paulo Portas continua em silêncio. Ribeiro e Castro, soube-se ontem, foi eleito vice-presidente da Frente Mundial Parlamentar pela Vida.

JN (13-11-2007)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Ter Nov 13, 2007 6:23 am

Menos IMPOSTOS, MENOS Estado, MENOS governo, MAIS AUTO-RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL, é ser de DIREITA ?

Não me façam rir.

O ESTADO, tem que estar ao serviço do POVO, e nao o POVO AO SERVIÇO DO Estado !!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Ter Nov 13, 2007 11:38 am

EU, quero REFLEXAO A ESQUERDA. Que refletam, o mal que fazem a PATRIA. As esquerdas!!! Que veem no ESTADO a solucao dos problemas, quando nao passam do PROBLEMA!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
vagalhao

avatar

Mensagens : 288
Data de inscrição : 22/10/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Ter Nov 13, 2007 2:51 pm


na minha vagalhona ideia eu encontrei a solução entre a esquerda e a direita
Quais centro , isso não existe
O que existe é o Alto e o Baixo
tal como na Musica , não existe um Do de esquerda ou de direita mas um dó alto ou baixo

Assim proponho que o tema seja alterado
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Ter Nov 13, 2007 4:07 pm

Os Portugueses , acomodaram-se ao ESTADO DEPENDENCIA!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Direita corta despesas e Esquerda reforça receitas   Dom Nov 18, 2007 1:17 am

Direita corta despesas e Esquerda reforça receitas



A bancada do PS não parece inclinada a aceitar as propostas de alteração ao Orçamento do Estado para 2008 vindas dos partidos da oposição, pelo que os socialistas devem ter de voltar a aprovar sozinhos a lei orçamental que o ministro de Estado e das Finanças, Teixeira dos Santos, levou ao Parlamento.

Apesar da rejeição conduzir ao fim de algumas das várias centenas de propostas de alteração entregues no final da última semana, notam-se claramente pontos de ruptura entre os partidos à direita e à esquerda do espectro político.

À direita, o CDS/PP e o PSD assumem uma maior preocupação com a dinamização da economia e no alavancar do crescimento do PIB, a par de medidas de reforço da defesa dos contribuintes. À esquerda, BE e PCP advogam medidas de maior combate à evasão fiscal que permitam arrecadar mais receitas, viabilizando dessa forma maiores despesas, designadamente em áreas sociais.

O CDS/PP que cada vez mais se assume como o "Partido dos Contribuintes" quer , designadamente, a inversão do ónus da prova sempre que se pretenda pôr em causa a veracidade das declarações de contribuintes e a sua contabilidade.

Defendem, igualmente, a moderação do regime fiscal para as Pequenas e Médias Empresas (PME) e a isenção de IRS sobre as horas extraordinárias e os prémios de produtividade.

A bancada do PSD defende um reforço de milhões de euros para pagamento das pensões de reforma, assegurando-se o poder de compra dos aposentados mesmo depois das medidas de convergência progressiva das deduções específicas aplicadas a activos e reformados.

Os sociais-democratas querem, igualmente, o reforço dos benefícios fiscais às PME, com especial destaque para as que se vocacionem para o mercado exterior.

O BE defende o retomar da tributação das mais-valias bolsistas e o registo obrigatório de todos os movimentos de capitais internacionais acima de 10 mil euros. Os bloquistas defendem, ainda, a bonificação de juros à habitação para as pessoas que fiquem em situação de desemprego.

O PCP quer o reforço ao combate à fraude e evasão fiscal, designadamente em sede de IVA, defendendo o encurtamento do prazo para os contribuintes acertarem contas com a administração fiscal.

Os comunistas defendem, por outro lado, a redução ou mesmo eliminação do IVA sobre diversos produtos, designadamente sobre o gás, os preservativos e as pastas e escovas de dentes.

A bancada do PS, como sempre acontece ao partido que suporta no Parlamento o Executivo, acabou por apresentar uma séria de propostas de alteração que apenas se destinam a corrigir gralhas no OE enviado pelas Finanças. Entre as propostas próprias, destaca-se a revogação de um pedido de autorização legislativa para se poder avançar no curto prazo com a Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas.

De destacar, ainda, o facto dos deputados socialistas terem acautelado atrasos na lei das carreiras, vínculos e remunerações da função pública, sugerindo um regime transitório que evite que o texto da lei orçamental remeta para uma lei que ainda está no Parlamento.

DN (18-11-2007)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 2:58 am

Quando fazia orçamentos na multi ...ja nem era eu que os fazia apesar de no inicio largar lagrimas lagrimetas e lagriminhas
Dizia ao contabilista
Pá aumenta x % os custo ali acola e alem
e mete mais 30% nas minhas representações (para depois em Lisboa tirarem 10 % e na Suiça outros dez )

Divertia-me imenso com isto
garanto
Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy

isto no fundo mé tudo um jogo
Viciado claro !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 4:45 am

Vitor mango escreveu:
Quando fazia orçamentos na multi ...ja nem era eu que os fazia apesar de no inicio largar lagrimas lagrimetas e lagriminhas
Dizia ao contabilista
Pá aumenta x % os custo ali acola e alem
e mete mais 30% nas minhas representações (para depois em Lisboa tirarem 10 % e na Suiça outros dez )

Divertia-me imenso com isto
garanto
Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy

isto no fundo mé tudo um jogo
Viciado claro !


De facto, o orçamento de um país não é muito diferente de um orçamento de uma qualquer empresa, ou até da nossa casa. Tudo gira à volta da lógica das Receitas e das Despesas. Ganhar e gastar ! Tout Court !

E às vezes "viciam-se" os dados .....

Até para conseguir sobreviver ! afro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vagamente livre



Mensagens : 157
Data de inscrição : 16/10/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 4:55 am

E assim, 10% com mais 10%, o Mango construiu o palácio.
Grande Mango.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 4:57 am

Vagamente livre escreveu:
E assim, 10% com mais 10%, o Mango construiu o palácio.
Grande Mango.

fui vagueando nu qui pudi

lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 5:00 am

Mami escreveu:
Vitor mango escreveu:
Quando fazia orçamentos na multi ...ja nem era eu que os fazia apesar de no inicio largar lagrimas lagrimetas e lagriminhas
Dizia ao contabilista
Pá aumenta x % os custo ali acola e alem
e mete mais 30% nas minhas representações (para depois em Lisboa tirarem 10 % e na Suiça outros dez )

Divertia-me imenso com isto
garanto
Very Happy Very Happy Very Happy Very Happy

isto no fundo mé tudo um jogo
Viciado claro !


De facto, o orçamento de um país não é muito diferente de um orçamento de uma qualquer empresa, ou até da nossa casa. Tudo gira à volta da lógica das Receitas e das Despesas. Ganhar e gastar ! Tout Court !

E às vezes "viciam-se" os dados .....

Até para conseguir sobreviver ! afro

Havia uma janela chamada " despesas de representação onde o patrão nao tocava ....
POrque ele trazia os amigos

Very Happy Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Dom Nov 18, 2007 6:43 pm

A VIDA E DOS MAIS ESPERTOS!!! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Seg Nov 19, 2007 2:09 am

AMERICANO escreveu:
A VIDA E DOS MAIS ESPERTOS!!! Wink



dos mais espertos e com umas OURA acções
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Seg Nov 19, 2007 2:24 am

DE HEROIS esta o cemiterio cheio!! Laughing Laughing Laughing Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
jps

avatar

Mensagens : 127
Data de inscrição : 14/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Seg Nov 19, 2007 4:32 am

Eu hoje virei defensor do governo por procuração nada mais nada menos do muito ministerial Socrático.

Por esta razão cabe-me defender o orçamento sem os cortes que a direita quer....

Primeiro porque eles não explicam como é que o pais e vai funcionar após a deminuição das receitas desses impostos (só o PCP) apresenta alternativas, mas a essas essa mesma direita opoe-se pois isto de ir ao bolso dos mais ricos tem muito que se lhe diga (IRS) depois as empresas devedores, que escondem os lucros tambem não devem estar muito interessadas que a colecta do fisco seja efeiciente......

Logo a politica económica não se resolve com bruxarias mais ou menos populistas quando se está na oposição.....

Nós voltamos a perder.....mas o Socrático mais uma vez sai por cima.....

ue diabo de oposição nos haviam de arranjar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Seg Nov 19, 2007 7:21 am

ha despesas de representação e a arte de representar
e mais
O Gosto pela arte de representar
Tutti mimus

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Seg Nov 19, 2007 9:56 am

O POVO GOSTA DE SER ROUBADO!!!! VOTEM PS+PSD!!! Adespesa sempre crescera. Assim como a MISERIA e os tachos dos amiguinhos do ESTADO. CRESCEM os ESTADO-DEPENDENTES. O CAPITTALISMO DO ESTADO ENTRENCHADO !!! E muitas analises, de esquerdistas de CACA!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: ESQUERDAS-DIREITA   Seg Jan 14, 2008 9:51 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
Presidente da Junta
Admin
avatar

Mensagens : 944
Data de inscrição : 17/10/2007

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Qui Abr 10, 2008 11:43 am

À CONQUISTA DA DIREITA


Maria José Nogueira Pinto - Jurista

É curioso que seja Sócrates, mais do que Menezes ou Portas, quem se proponha conquistar o voto do eleitorado de centro e de direita, um eleitorado tendencialmente mais flutuante nas actuais circunstâncias.

Vimos como a remodelação e a subsequente entrevista dada à SIC abriram a pré-campanha, com Sócrates a apostar à esquerda e à direita: a remodelação para uns e a "conversa em família" para a outros.

Ele sabe que as maiorias absolutas não se ganham sem o centro e sabe, também, que a sua política governativa alienou uma fatia do eleitorado tradicional do PS. A contabilidade está certa e a sua táctica eleitoral vai observá-la metodicamente.

A Sócrates interessa pouco uma semivitória - isto é, sem maioria absoluta -, que o tornaria um chefe refém e ratificaria muitas das críticas que lhe têm sido feitas. O seu objectivo foi, desde o início, ser o primeiro político português de esquerda a afirmar-se por aquilo que ele designa de " modernidade", como Clinton, como Blair ou como Zapatero. É claro que não percebeu que Zapatero não é um arauto da esquerda moderna, apenas um prisioneiro de múltiplas tendências e circunstâncias que o levam a misturar uma gestão governativa pragmática com uma agenda ideológica caduca.

Mas Portugal, quer no seu processo de transição, quer na sua reconfiguração cultural e política, assemelha-se muito mais à Espanha do que aos Estados Unidos ou a Inglaterra, como é tristemente óbvio.

Para fazer e concluir um segundo mandato com a sua imagem de "cheguei, vi e venci" - perdendo depois as eleições seguintes por nos ter cansado a todos até à exaustão, mas ganhando para sempre essa imagem que é o seu motor - Sócrates precisa de uma maioria absoluta. Não que ele tivesse relutância em piscar um olho ao BE ou em acenar com o dedo mindinho ao CDS-PP. Só que esta via, para além de muito cansativa, perturbaria a tal imagem, empurrando-o mais para a esquerda ou mais para a direita, consoante as matérias.

Em vez deste desassossego sem brilho sabe que, nas actuais circunstâncias, lhe é mais barato ir à conquista desse eleitorado, o do centro e o de parte da direita, porque o disputará muito mais à abstenção do que ao PSD ou ao CDS-PP, os seus partidos naturais.

Acresce que nas legislativas não existe o perigo de devaneios de "independentes" ou arrojos de "facções" partidárias.

As legislativas serão feitas com a prata da casa que, como se vê, ameaça não ser capaz de se arear até lá.

O que torna este cenário trágico-cómico é a pouca percepção que este eleitorado - mergulhado numa descrença soporífera - tem do modo como o seu voto vai ser utilizado. É que, quer queiramos quer não, as legislativas servem para eleger um parlamento e, a partir daí, constituir um governo. Esse voto vai pois, em primeiro lugar, ajudar à constituição de uma bancada socialista maioritária e, só depois, permitir a Sócrates e ao seu Governo prosseguirem esta hábil exibição de pragmatismo e aparente eficiência governativas.

Para comprar o seu sossego dentro da própria casa dará ao seu partido, isto é à sua bancada parlamentar, toda uma agenda de princípios e costumes que representa o conjunto de bandeiras e bandeirolas que justificam - para os que consideram a gestão governativa uma questão menor -a existência do velho PS.

E é neste jogo, em que uma mão esconde a outra, que se instrumentalizará o voto de cidadãos que, embora não comprometidos com a esquerda, irão garantir a aprovação rápida e indolor de leis inúteis, em que não se revêem e cujo resultado é transformar-nos numa sociedade muito mais inquieta e confundida.

Recentemente, um alentejano interpelou-me na esplanada de um café. Queria saber o que eu pensava do facto de qualquer malandro bem falante, em Portugal, chegar facilmente a primeiro-ministro. Sendo Sócrates um bem falante e não sendo certo que seja um malandro, considerando o escasso poder de convocatória do PSD e do CDS e, sobretudo, a hipervalorização das respostas aos problemas do quotidiano, que a crise tenderá a agravar, este voto vai vir. O pior é que virá sem contrapartidas nem futuro.

Diário de Notícias
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Qui Abr 10, 2008 11:50 am

SABEM LA O QUE E A DIREITA........................................
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lech Walesa

avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 30/01/2008

MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   Qui Abr 10, 2008 2:05 pm

RONALDO ALMEIDA escreveu:
SABEM LA O QUE E A DIREITA........................................

Se a direita é Bill Gates, Belmiro, Bloomberg, ...

Vou ali e já venho...


Direita é para os donos de bordeis!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Direita confundida   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Direita confundida
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» magnetismo - regra da mão direita
» A Nossa Terrinha: As proezas do ACP: 3 - A ultrapassagem pela direita numa auto-estrada
» equação da parábola
» O Ladrão Na Cruz Foi Salvo?
» ESCOLA BÍBLICA: A FAMÍLIA, UM PROJETO DE DEUS. Conflitos familiares. Ex: Na vida de Abrãao. Parte 3

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Opinião & Liberdade de Expressão-
Ir para: