InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Lech Walesa

avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 30/01/2008

MensagemAssunto: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Dom Fev 10, 2008 5:27 pm

imor-Leste
José Ramos-Horta alvejado em ataque







O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado durante um ataque perpetrado esta noite por homens armados à sua residência.



De acordo com uma fonte citada pelas agências noticiosas internacionais, o major rebelde Alfredo Reinado terá sido morto durante esta emboscada.

Segundo a agência Reuters, o Presidente timorense terá sido alvejado no estômago e estará a ser evacuado para a Austrália, uma informação ainda não confirmada.

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=277263&idselect=21&idCanal=21&p=200


Mas foi já confirmada na Sic Noticías...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Dom Fev 10, 2008 5:37 pm

qUEM SERAO OS CULPADOS?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Seg Fev 11, 2008 1:46 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
qUEM SERAO OS CULPADOS?

Petroleo ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Seg Fev 11, 2008 7:59 am

PORRA , voces veem tudo no PETROLIO?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Timor: Ramos Horta fora de perigo (act.)   Seg Fev 11, 2008 12:47 pm

Timor: Ramos Horta fora de perigo (act.)
O Presidente timorense José Ramos-Horta está «fora de perigo» e já foi transferido para a unidade de cuidados intensivos do hospital de Darwin, confirmou à Lusa a irmã do líder timorense.

«Está fora de perigo. Foi operado e a operação correu bem. Estamos ainda à espera que os médicos nos venham informar mas tudo correu bem», explicou Rosa Carrascalão, contactada no Royal Darwin Hospital para onde José Ramos-Horta foi hoje transferido.

Rosa Carrascalão, o seu irmão Arsénio Horta e a mãe do Presidente timorense estão no hospital de Darwin onde se encontra ainda o ministro dos Negócios Estrangeiros timorense, Zacarias da Costa, e a chefe de gabinete de José Ramos-Horta.

Zacarias da Costa disse à Lusa que uma enfermeira informou já o grupo que Ramos-Horta está estável e que foi transferido para a unidade de cuidados intensivos.

«Felizmente os sinais são positivos. Foi submetido a nova intervenção cirúrgica, que teve sucesso e foi transferido para os cuidados intensivos», disse.

«Uma enfermeira disse-nos que a situação é estacionária, que conseguiram compensar o muito sangue que perdeu e que lhe vão dar sedativos para poder descansar toda a noite», afirmou.

Diário Digital / Lusa

11-02-2008 13:55:00
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Seg Fev 11, 2008 12:51 pm

TRATA-SE na AUSTRALIA!!! O chefe dos REBELDES, foi MORTO!!! Falta saber a mando de quem!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Seg Fev 11, 2008 1:25 pm

RONALDO ALMEIDA escreveu:
TRATA-SE na AUSTRALIA!!! O chefe dos REBELDES, foi MORTO!!! Falta saber a mando de quem!!

Parece que se trata apenas e só de infantilismo primário ja que ninguém se arriscaria a mexer ali ...teria todo o mundo contra ele
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Comandante das Forças Armadas timorenses critica tropas aust   Ter Fev 12, 2008 2:37 am

Comandante das Forças Armadas timorenses critica tropas australianas

12.02.2008 - 09h23 PÚBLICO


O
comandante das Forças Armadas de Timor-Leste, Taur Matan Ruak, criticou
hoje duramente a acção das tropas australianas no país, que entretanto
receberam um reforço de contingente.

O general Matan Ruak, chefe
do Estado-Maior General das Falintil-Forças de Defesa de Timor-Leste
(F-FDTL), disse que espera que “as tropas australianas sejam parte da
solução e não venham contribuir para o agravamento do problema” no
país, segundo o relato telefónico feito pelo correspondente da agência
Lusa, Pedro Rosa Mendes, na SIC Notícas.

As críticas abrangeram
também os acontecimentos de ontem, tendo Matan Ruak questionado como
foi possível que tivessem circulado viaturas com homens armados sem
terem sido detectadas e detidas.

“Espero que as forças
internacionais não sejam um cancro ou uma úlcera”, afirmou ainda Matan
Ruak, que também disse que na semana passada tinha alertado para o
risco de atentados deste tipo contra altas figuras do Estado.

As
autoridades de Timor-Leste pediram ontem o reforço das forças de
segurança australianas, encontrando-se já no país mais 120 militares e
70 polícias para reforço da Força de Estabilização Internacionais (ISF).

Timor-Leste
ontem foi palco de uma tentativa de decapitação do seu regime, com
atentados contra o Presidente da República, José Ramos-Horta, e o
primeiro-ministro, Xanana Gusmão, que saiu ileso.

Ramos-Horta
continua em recuperação num hospital da cidade australiana de Darwin.
Já foi submetido a duas cirurgias e está em aberto uma terceira. Só
dentro de dois dias deverá ter um prognóstico clínico mais seguro.

Foi decretado o estado de sítio no país, com recolher obrigatório entre as 20h00 e as 6h00.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 7:24 am

SE este COMANDANTE, fizesse o seu trabalho , com COMPETENCIA, isto nao teria acontecido!!! SERA que nao e ele que esta por detraz desta TRAMOIA?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 7:56 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
SE este COMANDANTE, fizesse o seu trabalho , com COMPETENCIA, isto nao teria acontecido!!!

Representante Especial da ONU "impressionado" com eficiência das autoridades


Lisboa, 12 Fev (Lusa) - O chefe da missão da ONU em Timor-Leste afirmou hoje estar "impressionado" com a eficiência das autoridades timorenses na reacção à crise desencadeada pelos atentados contra o presidente e o primeiro-ministro do país.

Em declaração hoje divulgada, Atul Khare, o representante especial do secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, afirma-se "profundamente perturbado" pelos acontecimentos de segunda-feira, mas também "muito impressionado pela maneira calma como o país reagiu".

"O governo reagiu de maneira muito competente, tomando medidas apropriadas para lidar com a tragédia e coordenar as várias instituições de segurança do país, tranquilizando ao mesmo tempo a população", afirma Atul Khare.

Quando se deram os atentados, Khare encontrava-se em Nova Iorque para participar nas discussões do Conselho de Segurança sobre a extensão do mandato da Missão Integrada das Nações Unidas em Timor-Leste (UNMIT), tendo antecipado o seu regresso a Díli.

Também o Parlamento Nacional e a oposição merecem elogios a Khare, pelo "papel construtivo" e apoio ao governo na gestão da crise.

"Congratulo-me por as instituições do Estado terem continuado a desempenhar o seu papel, e que os líderes se tenham mantido fiéis à Constituição neste tempo de crise", sublinha no comunicado.

Atul Khare afirma ter recebido garantias de que os acontecimentos de segunda-feira serão investigados, de modo a "revelar os factos" em torno dos ataques a Xanana Gusmão, que escapou ileso, e a José Ramos-Horta, gravemente ferido.

No comunicado, Atul Khare deseja ainda uma "recuperação rápida e completa" ao chefe de Estado timorense, que se encontra internado em Darwin, Austrália.

"Ele tem um papel fundamental em levar o seu país rumo ao desenvolvimento e em estimular uma cultura de governação democrática. Estamos todos ansiosos por vê-lo de regresso rapidamente . Pessoalmente, espero retomar em breve as minhas reuniões semanais com ele, após uma recuperação plena", acrescenta Atul Khare.

PDF

Lusa/Fim


RONALDO ALMEIDA escreveu:
SERA que nao e ele que esta por detraz desta TRAMOIA?

Foi o protegido dos Australianos!

E só duas coisas podiam acontecer, ou o ataque corria bem ou mal, correu mal e o protegido morreu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 7:58 am

"IMPRESSIONADO" diz o tipo da ONU!!! Deposi de nao protegerem o PRESIDENTE!!! REALMENTE..............
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 7:59 am

nAO FOSSEM AS TROPAS DA AUSTRALIA, Timor nem existia mais!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 8:07 am

AMERICANO escreveu:
nAO FOSSEM AS TROPAS DA AUSTRALIA, Timor nem existia mais!!!

Não fossem eles e o Presidente não tinha sido baliado Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 8:11 am

ricardonunes escreveu:
AMERICANO escreveu:
nAO FOSSEM AS TROPAS DA AUSTRALIA, Timor nem existia mais!!!

Não fossem eles e o Presidente não tinha sido baliado Cool

Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing

Se calhar sao os 150 PORTUGUESES, que guardam TIMOR, que manteem a SEGURANCA???????????? uSE A CABECINHA. a de cima!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 8:54 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
ricardonunes escreveu:
AMERICANO escreveu:
nAO FOSSEM AS TROPAS DA AUSTRALIA, Timor nem existia mais!!!

Não fossem eles e o Presidente não tinha sido baliado Cool

Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing Laughing

Se calhar sao os 150 PORTUGUESES, que guardam TIMOR, que manteem a SEGURANCA???????????? uSE A CABECINHA. a de cima!!!

Por acaso, os únicos que os Timorenses respeitam é a GNR, e por acaso até é preciso massa cinzenta na tola, e acompanhar o conflito desde 28/04/2006 para perceber minimamente o que se passa por lá.

Não é só "pensar" com a pontas dos dedos e vir debitar disparates!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 8:58 am

NINGUEM CULPOU a AUSTRALIA, pelo que aconteceu!!! SO o EXPERT de trazer por casa, RICARDO! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:10 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
NINGUEM CULPOU a AUSTRALIA, pelo que aconteceu!!! SO o EXPERT de trazer por casa, RICARDO! Wink

A ver se percebe de vez, está bem!

A história do Major Alfredo Reinado.

Reinado must die !


Quando em 2006, despontaram os primeiros recontros em Timor, entre o que pareciam ser conflitos étnicos entre habitantes da região oriental e outras da região ocidental do país, uma figura apareceu na ribalta.

O «Major» Alfredo Reinado, nasceu em Timor em 1967, foi recrutado pelos indonésios, foi posteriormente refugiado na Austrália, para onde conseguiu fugir em 1990, viveu naquele país até ao ano 2000, altura em que voltou a Timor.

Vindo da Austrália, onde terá tido algum treino militar, dado pelos australianos, Reinado foi imediatamente integrado nas Forças Armadas de Timor Leste. Inicialmente, foi colocado na pequena força naval timorense, composta por dois pequenos patrulhas da classe Oecusse, modernizados e oferecidos a Timor pela marinha portuguesa.

O seu comportamento truculento e a sua dificuldade em aceitar ordens, não lhe granjearam muitos amigos, mas conseguiram-lhe alguns seguidores, num país onde a truculência e a demonstração pública de «valentia» são vistas como forma de escolher líderes. Por onde passava, Reinado criava problemas, e nunca foi homem de ficar muito tempo num lugar.

Foi enviado várias vezes para a Austrália. Esteve naquele país em Outubro de 2003, Agosto de 2004 e em 2005. com o fito de o disciplinar, mas a tentativa não resultou.

Não se sabe muito sobre os contactos que estabeleceu com os australianos, mas sabe-se que quando voltou a Timor em 2004, foi despromovido da força de defesa e colocado na Policia Militar, como comandante de um pelotão.
Para Reinado, foi a humilhação. Provou nas brigas e nos desacatos de rua a sua coragem, e não compreendeu que essa foi a razão da sua despromoção.

A partir daí as suas relações com os seus superiores tornaram-se cada vez mais azedas. O seu comportamento violento, desordeiro e indisciplinado levou à sua deserção das Forças Armadas em 2006.

Em 4 de Maio, juntamente com um grupo de 20 membros do seu pelotão de policia militar, roubou dois veículos cheios de armas e juntou-se a um grupo de soldados em rebelião por razões de pagamento de salários, alegadamente em solidariedade para com ex-militares em protesto, que terão sido atacados pelo exército.

A partir de aí, embora claramente fora do controlo quer do Primeiro Ministro quer do Presidente da República, Reinado não foi tocado. Quando as forças internacionais da Australia e da Nova Zelândia chegaram, Reinado não foi preso, molestado ou sequer intimado a entregar as armas roubadas que tinha em seu poder.

Reinado conviveu amigavelmente com as tropas australianas durante semanas, sabendo-se e sendo público que detinha armamento militar roubado. As forças australianas, que chegaram a ameaçar militares portugueses da GNR, exigindo que não andassem armados nas suas áreas de intervenção, nunca fizeram nada para desarmar Reinado, que estava armado com armas de calibre 7.62 e 12.7mm a 10 metros de instalações militares australianas.

Só em 26 de Julho, quando começava a ser claro que Reinado estava a ser protegido pelos australianos, e após uma operação de forças da Guarda Nacional Republicana em que se apreenderam armas, finalmente os australianos prenderam Reinado e entregaram-no as autoridades.

Mas pouco depois, em 30 de Agosto, e quando as pretensões australianas de controlar completamente o processo de paz em Timor, excluindo completamente as Nações Unidas tinham falhado, o Major Reinado consegue fugir miraculosamente da prisão, juntamente com cinquenta e seis outros prisioneiros.

O pouco empenhamento das forças australianas na sua captura, saltou à vista e os responsáveis Neozelandeses pela guarda da prisão, estranhamente não mostraram o seu tão tradicional profissionalismo e apego ao «dever»

A dúbia posição da Austrália no conflito timorense.
A posição da Austrália e a sua relutância em agir contra Reinado, levantam várias suspeições.
A mais comum, é a de que durante as suas permanências na Austrália, Reinado terá estabelecido contactos com os serviços secretos australianos, aceitando «trabalhar» para eles, a troco de protecção para membros da sua família que vivem na Austrália.

Reinado, sería assim uma espécie de «Homem de mão» dos australianos, que seria colocado em campo quando fosse necessário criar condições de instabilidade que permitissem à Austrália entrar no território para condicionar a política timorense. Essa é aliás a estratégia tradicional da Austrália para a região, onde normalmente utiliza este «modus operandi», para garantir o controlo político sobre os pequenos países vizinhos.

Esta forma de actuação, já foi utilizada pelos australianos na Papua Nova-Guiné e nas ilhas Fidji, normalmente consideradas como sub-departamentos australianos. A Austrália envia forças de «interposição», mas não aprisiona os membros das forças rebeldes, limitando-se a controla-las. De seguida pressiona o governo, ameaçando com a saída das tropas, o que inevitavelmente implicará a volta da instabilidade.

Em Timor, o mesmo método parece ter sido utilizado, e Reinado poderá ter sido o instrumento chave, na implementação desta política australiana de intervenção, disfarçada de apoio ao governo.

Na imprensa australiana, foi mesmo criada a imagem de que Alfredo Reinado era um combatente pela Liberdade, uma espécie de Che-Guevara asiático, que lutava para defender os pobres e os oprimidos.[1]

Terá a Austrália falhado ?
Os planos da Austrália no entanto podem ter encontrado algumas pedras no sapato.

A primeira pedra foi o pedido inicial de apoio militar por parte do governo de Timor, endereçado não só à Austrália e Nova Zelândia, mas também à Malásia e a Portugal.

Com este tipo de tropas no terreno, imediatamente a estratégia australiana ficou algo comprometida. Os australianos entenderam isso de imediato, e tentaram garantir o controlo sobre as forças portuguesas e malaias, o que lhes foi recusado.
Depois disto, tentaram garantir que não haveria intervenção das Nações Unidas e que a operação Timor, se transformaria numa operação entre os governos de Timor e da Austrália, mas também aqui, os seus planos não tiveram consequências.

Presentemente, Reinado transformou-se de vantagem, em encargo, e é provável que Reinado saiba demais.

Se for verdade que Reinado não só foi protegido pelos australianos como que ainda por cima agiu por instruções directas do governo ou de empresas australianas, com o objectivo de criar instabilidade política em Timor, para remover o então Primeiro Ministro Mari Alkatiri, então Reinado tem os dias contados.

Se for aprisionado, poderá não ter outra oportunidade para fugir, e se revelar tudo o que tiver para revelar, deixará a Austrália e o governo australiano em maus lençóis.

Por tudo isto, não restam muitas opções a Reinado, e restarão ainda menos ao governo e às autoridades australianas.

Reinado, ou desaparece de circulação e tenta esconder-se nas montanhas de Timor até cair no esquecimento, ou então está condenado à morte.


--------------------------------------------------------------------------------

[1]A necessidade de inventar um herói popular, ficou expressa nas noticias na imprensa australiana em que se falava na sua resistência durante a invasão indonésia, em 1975, quando Timor era uma província portuguesa. Reinado tinha na altura oito anos de idade.
Mensagem automática publicada por : Paulo Mendonça

Domingo, Março 04, 2007
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:14 am

Voce sabe que a AUSTRALIA e TIMOR, assinaram contratos para a exploracao de PETROLIO?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:23 am

veja ONDE ESTA A australia E timor!!! Eu diria mesmo que TIMOR, deveria pertencer a AUSTRALIA!!!

http://www.worldatlas.com/webimage/countrys/oceania/aussnew.htm
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:23 am

AMERICANO escreveu:
Voce sabe que a AUSTRALIA e TIMOR, assinaram contratos para a exploracao de PETROLIO?

E por acaso sabe com quem é que eles assinaram o primeiro contrato, e sabe que com a criação do estado de Timor o que eles perderam?

Sabe?

E também sabe desta situação:

Timor Lorosae
Plano de Força Naval com mísseis incomoda a Austrália


O caderno estratégico das forças armadas timorenses prevê uma Força Naval Ligeira com fragatas e corvetas, "incorporado com mísseis terra-terra e terra-ar", uma hipótese que mereceu a condenação da Austrália.


"A Força Naval Ligeira deve possuir uma capacidade de desencorajar qualquer acto de humilhação do Estado de Timor-Leste no mar, ou atentatório dos seus interesses vitais", lê-se no caderno estratégico para o futuro das forças armadas timorenses, mais conhecido como relatório "20/20".

"Deve, também, permitir a participação nas alianças em que o Estado se venha a comprometer, com eficácia e dignidade".

"No quadro do relacionamento de Timor-Leste com o mar, defende-se que o país deve dispor de uma Força Naval Ligeira com quatro vectores principais a desenvolver sistematicamente de uma forma integrada", refere o relatório.

O quarto vector dessa Força refere "navios combatentes (classe de fragatas e corvetas, incorporado com mísseis terra-terra e terra-ar)" e apoiada por um "núcleo de navios patrulha oceânicos, unidade de helicópteros de apoio e ataque, radares e sensores da última gama, Fuzileiros Navais e mergulhadores para contra-medidas de minas".

O documento confidencial, a que a Lusa teve acesso, foi concluído em Julho de 2006 - já depois da crise política e militar que afectou as forças de segurança, com confrontos entre forças militares e policiais.

Apenas um círculo restrito de titulares políticos e de diplomatas conhece até agora o relatório da "Força 20/20", como é também conhecido.

Outro vector da Força Naval, considerado mais urgente, é a aquisição de navios de patrulha costeiros e lanchas de desembarque médias "de baixo custo de investimento e de operação e manutenção".

O relatório "20/20" propõe também a criação da Força Operacional de Combate Naval (Fuzileiros Navais), peça privilegiada no desenho das Forças Armadas orientadas para a defesa do mar e dos recursos, sobretudo na costa sul, do Mar de Timor, onde se situa o "offshore" do petróleo e gás natural que tem sido matéria de disputa com a Austrália.

"Os Fuzileiros Navais constituem uma capacidade que terá de garantir o exercício de autoridade do Estado no mar a partir da terra, com um conceito de emprego articulado com a Força de Defesa Marítima (FDM/Marinha) que vier a ser articulado".

A Componente Naval ocupa o lugar relevante no horizonte estratégico das forças armadas timorenses, apesar de o caderno referir a "herança" da guerrilha e considerar, em cada valência da futura Força, os ensinamentos de 24 anos de resistência à ocupação indonésia, além de se preocupar com a segurança da fronteira terrestre com a Indonésia.

Enquanto não estiver constituída a capacidade da Força Naval Ligeira, o Estado "poderá equacionar um mecanismo de cooperação técnico militar (nível táctico operacional) no âmbito de acordos bilaterais com vista à criação sistemática e exclusiva desta capacidade (Franco-Português), sendo imprescindível salvaguardar os interesses de Timor-Leste relativamente às questões da Autoridade Marítima", diz o documento.

"As fronteiras marítimas e terrestres (aérea e espacial) são áreas da nossa responsabilidade", afirma o relatório, sublinhando em muitos pontos do longo texto que Timor-Leste reserva para si as tarefas de protecção dos seus recursos e territórios.

O relatório suscitou a condenação liminar da Austrália, após uma notícia do jornal "The Australian", do dia 08 de Junho, com o título "Plano secreto de mísseis para forças armadas de Timor-Leste", sobre o relatório "20/20".

Alexander Downer, ministro australiano dos Negócios Estrangeiros, considerou a estratégia timorense "completamente irrealista" porque Timor-Leste "não pode pagar" uma Marinha de guerra equipada com mísseis e porque o país "deveria concentrar os seus recursos no desenvolvimento da economia, educação e saúde para o seu povo".
http://www.noticiaslusofonas.com/view.php?load=arcview&article=18032&catogory=Timor%20Lorosae
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:28 am

Também convêm consultar o Gabinete do Mar de Timor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:30 am

AUSTRALIA ASSINOU COM O GOVERNO DE TIMOR!!! Nao sei o que esta para ai a falar!!!

http://www.cnn.com/2006/WORLD/asiapcf/01/12/australia.timor/index.html
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:31 am

Voce acha que a AUSTRALIA, uma POTENCIA MILITAR, tem medo de umas fr5agatinhas de um PAIS que nao tem nem para comer? Pois assinaram um contrato com TIMOR e sao SOCIOS!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:32 am

USA abre a quarta BASE MILITAR , na AUSTRALIA!!! pARA FAZER FACE A china!!!

GOD BLESS AMERICA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   Ter Fev 12, 2008 9:36 am

AMERICANO escreveu:
AUSTRALIA ASSINOU COM O GOVERNO DE TIMOR!!! Nao sei o que esta para ai a falar!!!

http://www.cnn.com/2006/WORLD/asiapcf/01/12/australia.timor/index.html

Convém ler Rolling Eyes

E até está em Português.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, foi alvejado
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 5Ir à página : 1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Progressão Aritmética (horta)
» Pesquisa do forum:Em quem vc vai votar para presidente?
» Nina e José estão sentados em cadeiras, diame
» FALTA DE RESPEITO JOSÉ MIGUEL TRIGOSO PRP A EXTINÇÃO DA BT
» Impeachment:presidente deve perder o mandato?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: