InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Dia mais sangrento na Faixa de Gaza

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Fúria

avatar

Mensagens : 222
Data de inscrição : 29/11/2007

MensagemAssunto: Dia mais sangrento na Faixa de Gaza   Sab Mar 01, 2008 9:27 pm

Médio Oriente: Dia mais sangrento na Faixa de Gaza, mais de 50 palestinianos mortos


Com mais de 50 palestinianos mortos no âmbito da operação israelita na Faixa de Gaza, hoje é o dia mais sangrento no território controlado pelo Hamas, desde a retirada israelita, no Verão de 2005.

A ofensiva israelita foi lançada quarta-feira depois de um israelita ter sido morto por um foguete palestiniano na cidade de Sderot, no sul do país.

Foi a 14ª pessoa morta por foguetes palestinianos no sul de Israel em sete anos e a primeira desde Junho do ano passado.

Na quarta-feira, pelo menos 26 foguetes palestinianos foram disparados a partir da Faixa de Gaza sobre o sul de Israel, matando um israelita.

O braço militar do movimento islâmico Hamas reivindicou a autoria dos disparos, afirmando que se tratou de uma resposta a um ataque aéreo israelita que fez 11 mortos, cinco dos quais seus activistas, além de quatro civis e duas crianças.

No mesmo dia, mísseis disparados por um helicóptero israelita provocaram danos, em Gaza, no edifício do Ministério do Interior do Governo do Hamas.

Na quinta-feira, 19 palestinianos, entre os quais oito membros do Hamas e quatro crianças, foram mortos em ataques aéreos israelitas.

O ministro da Defesa israelita, Ehud Barak, ameaçou efectuar uma operação terrestre de grande envergadura, depois de 11 foguetes palestinianos terem atingido o sul de Israel, nomeadamente em Sderot e Ashkelon, fazendo dois feridos.

Na sexta-feira, o vice-ministro da Defesa israelita, Matan Vilnai, advertiu que Israel estava disposto a usar todos os meios necessários para fazer cessar os disparos de foguetes.

Dezenas de milhares de palestinianos manifestaram-se em Gaza, em resposta a uma convocatória do Hamas, depois de um activista do braço armado daquele movimento ter sido morto num ataque aéreo, no campo de refugiados de Kabaliya e de uma menina de dois anos ter ficado gravemente ferida na explosão de um obus disparado por um tanque perto de Beit Hanun.

Hoje, pelo menos 52 palestinianos, entre os quais mulheres e crianças, morreram em ataques aéreos e numa operação terrestre do exército israelita contra a Faixa de Gaza, segundo fontes médicas.

Cerca de 150 palestinianos ficaram feridos, 15 dos quais com gravidade.

O Presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, apelou para uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU e classificou a ofensiva como “mais que um Holocausto”.

O exército israelita anunciou, por seu lado, a morte de dois soldados israelitas em Gaza durante o dia.

Perante a escalada de violência, Saeb Erekat, um dos principais negociadores palestinianos, afirmou que as negociações com Israel estão “enterradas sob as casas destruídas em Gaza”.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Dia mais sangrento na Faixa de Gaza
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Não haveria mais demora...
» Sapato jogado em Bush vende mais
» Evolucionistas cada vez mais espiritas
» Mulheres em periodo fertil ficam mais receptivas a estranhos
» P.A. - (idade do mais velho)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: