InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Super Hillary e os super-delegados

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Super Hillary e os super-delegados   Qua Mar 05, 2008 6:30 am

Super Hillary e os super-delegados








Lucas Mendes
Enviado especial da BBC Brasil a Ohio











Vamos tirar o chapéu e dar a mão à palmatória. Era matar ou morrer e ela matou. Duas vitórias mudaram outra vez o rumo desta
campanha.


Vestida de vermelho, cor republicana, e um sorriso exuberante, ela colheu a vitória de Ohio bem antes de saber que iria ganhar
três Estados, entre eles o prêmio maior, o Texas.



Lá,
TODAS as pesquisas colocavam Obama na frente por pelo menos dois
pontos. Em Ohio ela estava com cinco pontos na liderança. Ganhou por
dez num Estado essencial. Nenhum candidato nos últimos cem anos chegou
à Presidência sem ganhar Ohio.

Com mais dinheiro, organização e favorito nas pesquisas, como Obama perdeu?

Duas possibilidades. A primeira foi o comercial de Hillary com um hipotético telefonema para a Casa Branca às 3h da manhã
sobre uma ameaça imediata aos Estados Unidos.


A
imagem inicial mostrava uma criança americana dormindo tranqüila e
cortava para a Casa Branca. Quem era o candidato mais preparado para
tomar a decisão certa sem vacilar? Quem é o candidato mais preparado
para ser o comandante em chefe do país, era a pergunta.

O senador contra-atacou com uma versão quase idêntica e o argumento de que ele tinha tomado a decisão certa quando foi contra
a guerra do Iraque, mas o ataque dela foi mais contundente.


Tropeço no Nafta

O
outro tropeço do senador foi na questão do acordo comercial Nafta. Um
memorando tinha sido divulgado pela televisão canadense sobre o
encontro de um assessor econômico de Obama com o cônsul do Canadá em
Chicago. Nele o assessor teria dito que os ataques do senador ao acordo
eram apenas retórica de campanha e não deveriam preocupar os
canadenses.

Em Ohio,
Nafta é um palavrão, erroneamente responsabilizado pela perda de 250
mil postos de trabalho nos últimos oito anos. A campanha do senador
primeiro mentiu dizendo que não houve o encontro, depois se corrigiu,
mas disse que não tinha sido bem assim... Sujou o impecável manto de
credibilidade do senador.

Entre os que decidiram nos últimos três dias, ela conquistou 61% dos votos. Eles fizeram a diferença, acreditaram mais em
Hillary do que nele.


No Texas ela ganhou a primária e perdeu no caucus (espécie de assembléias populares, que indicam uma parcela minoritária dos
delegados do partido na convenção nacional que indicará o candidato).


Argumento a favor

Mas há um argumento importante ganhando força a favor dela. O senador, um ex-organizador comunitário, é um campeão de vitórias
de caucus, mas eles são menos democráticos e participatórios do que as primárias.


No caucus de Minnesota, por exemplo, apenas 200 mil pessoas decidiram a eleição e um delegado representa 2.800 eleitores.
Na Califórnia, pelo sistema de primária, um delegado representa 12.700 eleitores.


Ou
seja, é possível e provável que o senador chegue ao final da campanha
com mais delegados, mas sem maioria no voto popular. O último candidato
democrata indicado pela convenção sem maioria no voto popular foi
Hubert Humphrey, em 1968, e provocou uma reforma no sistema do partido.


Além disso,
16 dos 25 Estados que ele ganhou são redutos republicanos que
dificilmente votarão num democrata em novembro. E como vai conquistar a
Presidência se não consegue ganhar os grandes Estados como Califórnia,
Nova York,Texas e Flórida?

Nada decisivo

No próximo sábado há um caucus em Wyoming, e o Mississipi tem primária na terça. Nada decisivo.

Depois
serão seis semanas vazias até a Pensilvânia, um Estado grande e
importante, mas sem delegados suficientes para decidir a parada. Nem
mesmo incluindo os votos da Flórida e do Michigan, que foram punidos
pelo partido porque anteciparam as eleições e, pelo menos até agora,
não têm delegados.

Os super-delegados (caciques do partido que não são indicados nas primárias) vão decidir a eleição.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ronhas



Mensagens : 520
Data de inscrição : 15/10/2007

MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qua Mar 05, 2008 2:57 pm

Porque recentemente se falou na saúde dos EUA e dada a sua precaridade, ambos os candidatos democratas fizeram deste problema cavalos de batalha eleitoral. Assim:


Os dois planos são muito diferentes e não apenas no nome: American Health Choises Plan para Clinton e Quality Affordable Helath Care for All. O primeiro assenta na universalidade de cobertura e na competição entre seguradoras. O segundo é de cobertura parcial, restrita a crianças, embore aspire mais tarde á universalidade; é também baseado na competição entre seguradoras e introduz a palavra qualidade, o que pouco mais parece ser uma designação de fantasia(...)

Ambos os planos são conservadores: conhecedores dos fracassos históricos do Plano Truman (1948) e do Plano Clinton (1993), não atentam nem contra os prestadores privados, nem contra as companhias de seguros, as quais continuariam a dispor de total liberdade, com mais competição orientada para ganhos de eficiência do sistema. O Plano Obama revela-se vago e limita às crianças a sua universalidade. Baseia-se numa grande dose de bondade dos actores. O Plano Clinton está mais detalhado e revela ambição de cobrir todos os cidadãos.

Público




E isto são os planos dos democratas. Dos republicanos, nem pensar. Quem quer saúde, paga-o. Ora essa....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qua Mar 05, 2008 3:10 pm

ronhas escreveu:
E isto são os planos dos democratas. Dos republicanos, nem pensar. Quem quer saúde, paga-o. Ora essa....

E....., num pais tão rico e sem miséria, qualquer um tem dinheiro para pagar a sua saúde Idea

Ou não é assim Question
Voltar ao Topo Ir em baixo
ronhas



Mensagens : 520
Data de inscrição : 15/10/2007

MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qua Mar 05, 2008 3:23 pm

ricardonunes escreveu:
ronhas escreveu:
E isto são os planos dos democratas. Dos republicanos, nem pensar. Quem quer saúde, paga-o. Ora essa....

E....., num pais tão rico e sem miséria, qualquer um tem dinheiro para pagar a sua saúde Idea

Ou não é assim Question

Há muita miséria sobretudo nas grandes cidades. Homeless's são ás resmas. Mas nem é a esse nível. Se for atropelado na rua e a polícia e o INEM lá do sítio não encontrar o cartão indicativo de que hospital depende a sua seguradora, é uma porra. Tentam contactar a família, alguém que assuma a responsabilidade e em caso negativo levam-no para uns hospitais onde 30.000.000 de americanos, sem amparo acabam por ir. É um processo complicado. Estava lá quando Clinton, entre duas avé-marias na sala oval, encarregou a mulher e actual candidata a criar um SNS. Baseada em seguradoras, mas obrigando-as a manter os seus segurados mesmo depois de velhos ou doentes. A guerra foi tão grande que teve de desistir. Se for eleita espero sinceramente que insista e vença um dos lobbies mais poderosos dos States.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qua Mar 05, 2008 7:20 pm

Nqo queremos aqui nenhuma MERDA de MEDICINA SOCIALISTA-ZADA!!
nem SOCIALISMOS!!! muito obrigado!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qui Mar 06, 2008 1:51 am

ronhas escreveu:
ricardonunes escreveu:
ronhas escreveu:
E isto são os planos dos democratas. Dos republicanos, nem pensar. Quem quer saúde, paga-o. Ora essa....

E....., num pais tão rico e sem miséria, qualquer um tem dinheiro para pagar a sua saúde Idea

Ou não é assim Question

Há muita miséria sobretudo nas grandes cidades. Homeless's são ás resmas. Mas nem é a esse nível. Se for atropelado na rua e a polícia e o INEM lá do sítio não encontrar o cartão indicativo de que hospital depende a sua seguradora, é uma porra. Tentam contactar a família, alguém que assuma a responsabilidade e em caso negativo levam-no para uns hospitais onde 30.000.000 de americanos, sem amparo acabam por ir. É um processo complicado. Estava lá quando Clinton, entre duas avé-marias na sala oval, encarregou a mulher e actual candidata a criar um SNS. Baseada em seguradoras, mas obrigando-as a manter os seus segurados mesmo depois de velhos ou doentes. A guerra foi tão grande que teve de desistir. Se for eleita espero sinceramente que insista e vença um dos lobbies mais poderosos dos States.


Primeiro o capital e depois trata-se de quem geme na rua com uma perna partida
Ate vi em reportagem ambulâncias retirarem doentes ( em off of Money ) e deixa-los debaixo de uma ponte ...
é uma civilização de bárbaros
Lembro que os assassinos e malta bla bla eram enviadas para as colónias ( Esta é Forteeeeeeeeeeeeeeeeeeeee...
..Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qui Mar 06, 2008 1:52 am

Eles tambem prfovatizaram as guerras ?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ronhas



Mensagens : 520
Data de inscrição : 15/10/2007

MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qui Mar 06, 2008 3:36 am

AMERICANO escreveu:
Nqo queremos aqui nenhuma MERDA de MEDICINA SOCIALISTA-ZADA!!
nem SOCIALISMOS!!! muito obrigado!!


Pode mesmo dizer. Aqui nenhuma medecina. Tout court....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   Qui Mar 06, 2008 10:38 am

USA gastam mais dinheiro/CAPITA, cerca de 14% do PIB , em SAUDE. O numero 1 do PLANETA!!! Nos USA existem os MELHORES HOSPITAIS e melhores MEDICOS do PLANETA!!! Guardem o SNS, para voces. MUITO OBRIGADO!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Super Hillary e os super-delegados   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Super Hillary e os super-delegados
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» CONFIRMADO-Lanterna Verde é oficialmente super-herói gay da DC
» Sobre quantidade de movimento (Super-Homem)
» Super Desafio de Lógica
» Cientista cria vírus H5N1 super contagioso e mutante
» Rações super premium de fato valem a pena?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: