InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 EUA cobram 'compromisso' de vizinhos da Colômbia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: EUA cobram 'compromisso' de vizinhos da Colômbia   Qui Mar 13, 2008 2:51 am

EUA cobram 'compromisso' de vizinhos da Colômbia








Bruno Garcez
Da BBC Brasil em Washington





Subsecretário disse que Brasil foi importante para resolver crise

A garantia de que novos incidentes não ocorrerão na fronteira entre a Colômbia e as nações que a cercam cabe tanto aos vizinhos
colombianos quanto ao governo de Bogotá.



É essa a opinião de Thomas Shannon, o subsecretário do Departamento de Estado americano para a América Latina.

''O
grau de compromisso que os vizinhos da Colômbia demonstrarem em
auxiliá-la a se proteger e a combater ameaças contra o seu Estado
democrático será determinante para que a Colômbia não viole a fronteira
de seus vizinhos'', afirmou Shannon em uma entrevista coletiva na sede
do Departamento de Estado, em Washington, nesta terça-feira.


No dia 1º de março, forças colombianas bombardearam um acampamento das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc),
em território equatoriano, matando Raúl Reyes, um dos comandantes da guerrilha.


Tensão na fronteira

O episódio levou o Equador a mobilizar forças militares em sua fronteira e a romper relações com a Colômbia. A Venezuela tomou
ação semelhante e a Nicarágua também rompeu laços com o governo colombiano.


De
acordo com Shannon, por mais que alguns tenham ficado ''preocupados''
com a ação colombiana em território estrangeiro, existe um
''reconhecimento'' por parte das nações latino-americanas de que ''o
fardo que isso não aconteça novamente cabe tanto aos vizinhos quanto à
Colômbia''.

A tensão na
fronteira e o papel brasileiro para pôr fim à crise será um dos temas
debatidos pela secretária de Estado Condoleezza Rice, que chega nesta
quinta-feira a Brasília, onde irá se encontrar com o presidente Luiz
Inácio Lula da Silva e o chanceler Celso Amorim.

Shannon disse que o Brasil e o Chile, os dois países no roteiro de Rice, ''tiveram papéis de grande importância'' para resolver
a crise junto a instituições como a Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Grupo do Rio.


Durante a reunião do Grupo do Rio, na República Dominicana, na semana passada, Equador, Venezuela e Nicarágua restabeleceram
relações com a Colômbia.


E o líder colombiano, Álvaro Uribe, deu garantias de que novas incursões militares além das fronteiras do país não voltariam
a ocorrer.


'Perturbador'

Shannon
afirmou que o material encontrado nos computadores pertencentes aos
guerrilheiros mortos durante a operação militar traz informações
“perturbadoras” sobre a suposta ligação entre o grupo guerrilheiro e o
governo do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

De acordo com o governo colombiano, os computadores traziam provas de que Hugo Chávez financiou e armou a guerrilha colombiana,
informação desmentida pelo governo da Venezuela.


''A
informação que emergiu até o momento é preocupante e eu diria até
perturbadora, porque parece indicar um nível de diálogo e discussão
entre os membros do governo da Venezuela e das Farc que precisa ser
explicado'', afirmou o subsecretário.

Temas da viagem

Um dos temas destacados por Shannon foi o de que as nações da região precisam ampliar sua cooperação e o diálogo para combater
problemas comuns, como a ameaça do terrorismo e a segurança nas fronteiras.


O tópico deverá ser discutido por Condoleezza Rice em sua viagem ao Brasil e ao Chile.

Após
passar por Brasília, na quinta-feira, Rice partirá para Salvador. Em
sua estadia no país, Rice pretende discutir experiências que Brasil e
Estados Unidos podem compartilhar para combater o racismo e a
discriminação.

Um dos propósitos da ida da secretária de Estado a Salvador é justamente observar de perto a realidade de uma cidade com forte
herança africana e população predominantemente afro-brasileira.


Na seqüência, ela partirá para a capital chilena, Santiago, onde se encontrará com a presidente Michelle Bachelet.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
EUA cobram 'compromisso' de vizinhos da Colômbia
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» MHS (Olimpíada de Física da Colômbia)
» Prova de Física (Colégio Naval)
» Sabe por que o anel de compromisso se usa no quarto dedo?
» Colégio Naval - MDC de expressões algébricas
» Fatoração, Colégio Naval 1988

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: