InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 O meu cão adora caricaturas proibidas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Presidente da Junta
Admin
avatar

Mensagens : 944
Data de inscrição : 17/10/2007

MensagemAssunto: O meu cão adora caricaturas proibidas   Qui Abr 17, 2008 5:24 am

Laughing





Está na moda atacar e diabolizar os cães. Tudo começa sempre por qualquer coisa que bate certo: raças agressivas que os donos não enquadram devidamente. Mas depois, a cruzada generaliza-se e amplia-se como um grito que adoraria mortificar as consciências menos pesadas. O meu cão já é velhote e mal se levanta. Olha para mim com uma ternura paradisíaca que está nos antípodas de qualquer encruzilhada de guerra. Provavelmente já não viverá o suficiente para ver as Noites de Cristal que meio mundo educado e culto gostaria de levar a cabo hoje mesmo. A sorte que o meu Ulisses tem!

Está também na moda atacar os fumadores. Já é um clássico. Tudo começa por uma lei que ameaça separar a normal proximidade entre o fumo do tabaco e a aspiração de um ar ilimitadamente puro e urbano. Mas depois, a cruzada faz fé e torna-se em vingança carnavalesca. E os desgraçados que, nas procissões medievais, eram pedintes ou leprosos à porta dos castelos tornam-se hoje em fumadores à porta das repartições públicas. Já há até designers a conceberem cinzeiros de rua: objectos de ferro retorcido que lembram relíquias presas a armaduras de exércitos derrotados. O meu cão gosta da ideia e se fosse mais novo, alçaria a perna e celebrava o acontecimento.

Não vá o diabo tecê-las, a verdade é que hoje existe igualmente um certo espaço para a salvação das almas. Uma das novas deusas chama-se "Património". O conceito é imberbe, tem poucas décadas, mas, ao lado do consumo de imagens e do corpo eternamente jovem dos ginásios, acaba por encarnar uma bela adormecida do nosso tempo. Experimentem fazer uma obra num desses locais emblemáticos que disputam o epíteto de "património mundial" e logo verão surgir a terreiro os novos iluminados, cujo sentido de vida é ordenar que o azul apareça uns cinco centímetros mais acima, que a madeira envolva a janela em vez do vento, ou que o telhado voe à altura das telhas. E se a nova religião já existisse no início do século XVI, teriam os Jerónimos sido levados a bom termo? Duvido. Muito Sinceramente. E o meu cão também.

Há uma febre proibitiva que anda no ar. E uma outra levemente salvífica que com esta dança o tango. Verso e reverso do mesmo apego por versículos e fatwas imaginárias. Como se o mainstream do Ocidente desejasse ter a sua própria sharia. À nossa volta está, de facto, a crescer um império invisível que persegue as causas menos suspeitas e os hábitos mais elementares. E em Portugal os cidadãos, subitamente, passaram a gostar de ser mais papistas do que o papa. Mais alemães e finlandeses do que os próprios alemães e os finlandeses.

Vivemos uma época de redenção sem doutrina. Respiramos uma vaga que se espalha como uma boa nova apostólica e tecnológica a que não faltam milagres. Qual esquerda, qual direita! As pessoas querem é que as deixem em paz: televisão, olhinho online e nada mais. E regras e mais regras para amputar o mais espontâneo e ingénuo sangue na guelra em nome de um condomínio privado chamado correcção. O meu cão fecha entretanto os olhos. Nada melhor do que a melancolia de um pouco de estrume para poder sonhar. À vontade. Sobretudo com coisas proibidas.


Luís Carmelo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
O meu cão adora caricaturas proibidas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» calculo ''simples''
» Problema
» A idade de Clarice - fração
» Questão UEPG
» Para esfriar os conflitos internos, te convido a ouvir esse hino Vai valer a pena- Livres para Adora

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Opinião & Liberdade de Expressão-
Ir para: