InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Barcelona vive pior seca de sempre, água para beber pode faltar no Verão

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Presidente da Junta
Admin
avatar

Mensagens : 944
Data de inscrição : 17/10/2007

MensagemAssunto: Barcelona vive pior seca de sempre, água para beber pode faltar no Verão   Dom Abr 20, 2008 6:02 am

Exclamation




Barcelona, 20 Abr (Lusa) - Barcelona vive a pior seca de sempre. Se não chover nas próximas semanas, os seus quase 5 milhões de habitantes poderão ficar sem água para beber no próximo Verão.

Em busca de soluções urgentes, os governos central e regional decidiram fazer o transvase do Rio Ebro, mas as contestações de vários quadrantes não se fizeram esperar. Para já, como medida preventiva, serão aplicadas multas a quem desperdiçar água. As coimas podem ir até aos 3.000 euros.

A chuva este ano não se faz sentir em Barcelona e quando chove é insuficiente. Os depósitos e barragens atingiram o seu nível mínimo.

O último Conselho de Ministros aprovou um decreto-lei com medidas "excepcionais e urgentes" para garantir o abastecimento de água em Barcelona. Os governos espanhol e o catalão acordaram em levar por diante o mini-transvase do Rio Ebro como medida de carácter urgente e excepcional.

A obra "de interesse geral e de emergência" está orçamentada em 180 milhões de euros e a sua conclusão está prevista para o Outono e consiste em colocar uma canalização subterrânea ao longo da Auto-estrada A7, de Tarragona a Barcelona.

O Ministério do Meio Ambiente e Meio Rural e Marinho assegura que o problema da escassez de água em Barcelona estará resolvido quando entrar em funcionamento a planta desalinizadora do El Prat, prevista para Junho de 2009.

Por seu turno, o presidente do governo catalão, José Montilla, adiantou que estão a trabalhar em projectos e soluções pensados para o período de 2012 a 2025.

José Montilla afastou a proposta do partido Convergência i Unió (CiU), o partido de Jordi Pujol, no sentido de se avançar com o transvase do rio francês Ródano. O líder do executivo regional disse achar conveniente não depender de um canal de água proveniente de França.

Mantilha confessou que, para já, o transvase do Ebro é, dadas as circunstâncias, uma medida aceitável.

Os governos regionais de Múrcia e Valência opõem-se ao transvase do Rio Ebro e já ameaçaram levar o caso ao Tribunal Constitucional. Não concordam que a Catalunha tenha um tratamento diferente ao de outras regiões com falta de água. A comunidade de Aragão, o distrito anfitrião da Expo 2008, dedicado à água, também reclama atenção, já que também padece também das consequências da seca.

Entretanto, e enquanto o chefe do executivo catalão apela à solidariedade, a Plataforma em Defesa do Ebro (PDE) prepara uma grande manifestação e defende a realização de um referendo para que os cidadãos de Garagens "tenham a última palavra".

Juan António Panisello, o porta-voz da PDE, receia que o transvase não seja uma medida temporária e não acredita que a canalização que levar a água deixe de ser utilizada no futuro. Considera ainda que está a ser utilizado o mesmo argumento usado nos anos 80 para levar a cabo o mini-transvase do Ebro.

O sindicato agrário também contesta esta medida e agendou para o dia 10 de Maio uma manifestação para mostrar a sua discordância em relação à primeira saída de água de barco desde Tarragona a 15 de Maio.

Por outro lado, as associações de regantes do Delta de Ebro não autorizam que se capte a água dos seus canais. Dizem que tudo foi feito nas suas costas e não acreditam que seja uma medida de carácter provis��rio, mas sim que se prolongará no tempo.

O Conselho de Governo das Terras do Ebro comprometeu-se, no entanto, a lutar para que "este seja um transvase pontual".

A desconfiança é muita por parte da Iniciativa das Terras do Ebro que, aliás, já pediu a demissão do "Conseller" - o titular catalão pela pasta do Meio Ambiente - Francesc Baltasar.

Na passada sexta-feira, Francesc Baltasar reuniu-se com os presidentes de câmara da província de Garagens para explicar pormenores desse abastecimento de água à rede de Barcelona. Esclareceu que a operação a levar a cabo não representará uma perda de caudal do Rio Ebro.

O responsável do Meio Ambiente do Governo catalão foi recebido por manifestantes que despejaram vários sacos de sal à porta do local onde decorria a reunião.

Para já, as medidas preventivas em curso consistem em não desperdiçar água. O governo catalão proibiu práticas como encher piscinas, regar jardins ou lavar automóveis. As polícias autonómica e municipal têm recebido frequentes denúncias e estão a ser aplicadas coimas.

Um dos casos mais recentes foi o de uma cidadã sexagenária que estava a lavar alcatifas no jardim da sua vivenda com uma mangueira. Agentes da polícia local que patrulhavam a zona aperceberam-se do desperdício da água e lavraram o auto de denúncia.

As coimas podem ir até aos 3.000 euros, de acordo com o regulamento de abastecimento de água potável, aprovado pela Entidade de Meio Ambiente (EMA) composta por 33 municípios da Área Metropolitana de Barcelona.

Existem sanções leves cujo montante pode ir até aos 750 euros, graves com multas até 1.500 euros e muito graves cujo máximo são 3.000 euros.

Se o cidadão reincidir duas vezes no mesmo comportamento, considera-se que há uma infracção muito grave e pode até ser restringido o abastecimento de água ao infractor.

Estas contra-ordenações são processadas nas câmaras municipais. Tanto os inspectores municipais, como a polícia local e a polícia regional ("Mossos d'Esquadra") estão empenhados em autuar o consumo indevido de água potável.

E enquanto se tomam medidas para poupar a água da torneira como um bem precioso, também há casos em que essa água deixou de ser considerada potável. A Câmara de Angles proibiu que se utilize a água da rede para beber ou cozinhar. A autarquia diz que a degradação da qualidade da água deve-se à seca. A oposição atribui culpas à câmara, que acusa de "desleixo". A partir de agora serão os camiões cisterna a abastecer a povoação.

Nos campos, em Lérida, a seca está a causar prejuízos como não há memória em anos anteriores. Em algumas zonas, os agricultores perderam definitivamente as colheitas de cereais. Prevê-se que as indemnizações a atribuir sejam as mais elevadas de sempre num total de cerca de 25 milhões de euros. Ainda assim, espera-se que as últimas chuvas possam beneficiar zonas onde os prejuízos têm sido mais tardios.

Neste momento, Catalunha espera que o líquido precioso caia do céu.

Lusa/fim
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Barcelona vive pior seca de sempre, água para beber pode faltar no Verão
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Deus tem sempre uma resposta, para tudo para todos (Deus nos surpreende - Bruna Karla).
» ORAÇÃO PARA AFASTAR RIVAL PRA SEMPRE E TRAZER AMOR DE VOLTA
» Deus sempre é fiel ,para aquele que o busca! Espero que escutem esse lindo louvor: Deus é Fiel...
» ORACAO FORTE PARA SEPARA CASAL POR TODA VIDA
» A morte humana sempre fez parte do plano de Deus?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: