InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Cinema - No Médio Oriente não há bom ou mau

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Cinema - No Médio Oriente não há bom ou mau   Seg Out 22, 2007 1:24 am

Cinema

"No Médio Oriente não há bom ou mau"



Avi Nesher "As pessoas têm dificuldade em aceitar que Isarel é um país como outro qualquer"


Nasceu em Israel, mas estudou na Universidade de Columbia, em Nova Iorque. Argumentista, produtor e realizador, é um dos nomes mais conhecidos do cinema israelita dos últimos vinte anos, tendo rodado alguns filmes mais virados para o mercado internacional, com actores como Drew Barrymore ou Michael Biehn.

Abriu o Ciclo de Cinema de Israel com o seu último filme, "The Secrets", e esteve a conversar com o JN.


Uma jovem a quem o pai fez interessar pela ortodoxia religiosa vai estudar para Sfat, cidade fundadora da Cabala, conhecendo uma outra rapariga, que põe em causa a sua sexualidade e a sua vida espiritual.

"The Secrets", de Avi Nesher, é um filme ao mesmo tempo sensível, nas relações humanas, e inteligente, na forma como lida com questões candentes, na sociedade israelita de hoje.

Sente de alguma forma que existe um preconceito contra os filmes israelitas, devido às questões que se vivem no país?

A Europa sempre suportou o que pensa serem os desfavorecidos.

Até 1967, apoiou muito Israel. Quando Israel se tornou uma nação poderosa e os árabes se tornaram os desprotegidos, o apoio mudou de campo.

Mas, no fundo, nada mudou.

A história é a mesma. As pessoas têm dificuldade em aceitar que Israel é um país como qualquer outro.

Mas o mundo está a começar a perceber que, no Médio Oriente, ninguém é realmente bom nem ninguém é realmente mau.

Qual diria que é o tema central do seu filme?

O filme não fala de árabes e judeus.

Fala de pessoas religiosas e dos problemas que há nessa sociedade. O mundo árabe tem os mesmos problemas.

No Médio Oriente há um conflito entre ortodoxia e modernidade.

O seu filme toca em questões delicadas, sobretudo a ortodoxia. Sentiu algum tipo de pressão para não fazer o filme?

Quando fiz um filme sobre um terrorista israelita que lutou contra os ingleses, tive mesmo ameaças de morte. Pensava que voltasse ter esse problema.

Antes de começar, encontrei-me com vários rabis. Disse-lhes que os ia respeitar e que não pensava que a minha forma de vida era melhor do que a deles.

É engraçado, porque não é permitido aos ortodoxos judeus verem filmes mas, por qualquer razão, conheciam bem os meus.
Acho que vêem filmes em segredo!

Na sua opinião, em que estado está a resolução dos problemas na região?

Há muitos israelitas que pensam que os passos que o governo está a dar são errados. Assim como há muitos palestinianos que acham errado fazer explodir pessoas em restaurantes.

Nesta altura, os extremistas dos dois lados estão a ganhar e as pessoas mais razoáveis não têm muitas opções.

Mas sabe onde é que os palestinianos e os judeus trabalham bem em conjunto?
É a roubar carros!
Têm um bando muito organizado. Dava uma história maravilhosa, criminosos contra burgueses.

Se houvesse mais filmes a mostrar que somos mais parecidos do que diferentes, a vida tornar-se-ia mais simples.

JN (22-10-2007)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Cinema - No Médio Oriente não há bom ou mau
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Permutação - ( amigos no cinema)
» O que está por trás da guerra no Oriente Médio.
» Conflitos do Oriente Médio (UEL)
» Análise combinatória - (amigos no cinema)
» Os críticos pós-modernos da Bíblia e a arqueologia atual

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Artes & Letras-
Ir para: