InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Doentes rumam a Cuba com Ordem indignada

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Presidente da Junta
Admin
avatar

Mensagens : 944
Data de inscrição : 17/10/2007

MensagemAssunto: Doentes rumam a Cuba com Ordem indignada   Ter Abr 22, 2008 8:46 am

Exclamation


Protocolo destina-se a doentes idosos ou munícipes carenciados




São cerca de 30 mil euros que a Câmara de Santarém está disposta a pagar aos Serviços Médicos Cubanos, por intervenções cirúrgicas a doentes oftalmológicos do concelho. O protocolo estabelecido ontem, entre o município e uma representante do Governo cubano, destina-se somente a idosos e munícipes carenciados do concelho. A autarquia não fecha a porta a futuros acordos que se estendam a outra áreas de atendimento médico. Uma decisão que levou a Ordem dos Médicos a acusar o município, liderado por Moita Flores, de se "aproveitar dos utentes com fins eleitoralistas".

O autarca salientou que o protocolo se reveste de uma "dimensão humanista" e que não se trata de um afronto aos serviços de saúde portugueses ou uma forma alternativa de combate às listas de espera. Porém, em declarações ao JN, o bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Pedro Nunes, não só questionou os efeitos e os métodos clínicos que serão usados pelos congéneres cubanos, como classificou a decisão escalabitana de "bizarra e miserável".

A capital do Ribatejo torna-se, assim, no terceiro concelho a nível nacional a estabelecer parcerias com médicos cubanos. Um processo encetado em Novembro de 2007 pelo município de Vila Real de Santo António (ver caixa). O acordo prevê intervenções cirúrgicas às cataratas, pterígio e retinose pigmentar, tratamentos ao glaucoma, estrabismo, miopias, hipermetropias e com excimer laser.

"Acho bizarro que uma Câmara gaste o dinheiro do erário público desta forma, porque os doentes não devem ser usados como armas da máquina eleitoral autárquica e pela força de propaganda", disse Pedro Nunes, da OM. "Portugal não está num estado catastrófico para que se tenha de recorrer a Cuba. Pelo menos que o fizessem com países da União Europeia", acrescentou.

Indiferente à polémica, fonte da Câmara Municipal contactada pelo JN revelou que, ainda o acordo não estava assinado, e já vários utentes, que estão em listas de espera, tinham contactado a autarquia com a intenção de serem operados.

JN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: Doentes rumam a Cuba com Ordem indignada   Qua Abr 23, 2008 4:52 am

Vou á revisão ao Hospital de Leiria quando a minha medica assim o Ordena
E não usando óculos ( vejo uma vaca a 5 metros ) a revisão tem que ser completa desde um Negro a meter o dedo onde não devia , a uma mangueira entra-me pelas tripas acima ou beber 2 litros de agua para ver o carburador ou ainda uma seringa ver se o tinto esta claro
Recebo uma carta do Hospital para ir aos olhos
La uma Cubana ( por acaso jovem ) diz.me
manguito acho que deves meter uns pingos nos olofotes ( podem meter o H no sitio )
E explica-me ...o porque

Portanto quando não se vai a Cuba as cubanas veem ate nozes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
bitaites

avatar

Mensagens : 99
Data de inscrição : 04/12/2007

MensagemAssunto: Protocolos com Cuba levam Governo a reforçar acordo de cooperação com a Cruz Vermelha   Seg Maio 05, 2008 12:15 pm

Autorizadas 2.900 cirurgias às cataratas




O Hospital da Cruz Vermelha vai fazer 2.900 operações às cataratas com carácter de urgência. A medida está prevista num protocolo assinado com o Governo há 10 anos mas só agora vai ser colocada em prática. As autoridades de saúde portuguesas foram pressionadas pelas polémicas das operações às cataratas feitas em Cuba.

Governo faz acordo com o Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, Alandroal, Vila Real de Santo António, Aljezur e Santarém são exemplos de autarquias que assinaram protocolos com os serviços médicos cubanos.

Uma prática cada vez mais comum que mereceu a crítica da oposição. No total, 30 mil portugueses esperam uma cirurgia e 120 mil aguardam a primeira consulta.

Para diminuir os números o Governo reforça um acordo de cooperação com a Cruz Vermelha. E dá luz verde a três mil operações que vão custar entre 900 e mil euros.

O protocolo, feito em 98 e agora renovado, prevê ainda 12 mil consultas de oftalmologia.

Outras especialidades fazem parte do contrato. Cirurgia cardiotorácica, cirurgia vascular, ortopedia e urologia. Num total de 7 mil operações.

SIC Online
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Doentes rumam a Cuba com Ordem indignada   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Doentes rumam a Cuba com Ordem indignada
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Depressão: Um problema de ordem espiritual e/ou psíquico?
» Faltam 3 meses para a Nova Ordem Mundial???
» Vaticano elabora plano de reforma econômica mundial... Ou seja, uma Nova Ordem Mundial!
» Filme "Jogos Vorazes": Segredos revelados sobre a Nova Ordem Mundial
» ordem de grandeza.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Portugal-
Ir para: