InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Adivinha portuguesa

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Cogito, ergo sun



Mensagens : 761
Data de inscrição : 09/04/2008
Idade : 97

MensagemAssunto: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 2:42 pm

Um País governado por um rei é um reino.
Um País governado por um presidente é uma república.
Um País governado por um imperador é um império.

Um País governado por um soba como se chama?????
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 2:46 pm

scratch
Voltar ao Topo Ir em baixo
Cogito, ergo sun



Mensagens : 761
Data de inscrição : 09/04/2008
Idade : 97

MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 2:52 pm

ricardonunes escreveu:
scratch

A pergunta nasce do interesse de AJJ em concorrer a xerife do PSD. E de, por hipótese meramente académica, vir a ser 1º ministro. Penso que um país nessas condições se chamaria Jardim das bananas..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 3:01 pm

affraid

Não tinha percebido, mas vou-me prevenir!!!!!!!!!!!!



Voltar ao Topo Ir em baixo
Cogito, ergo sun



Mensagens : 761
Data de inscrição : 09/04/2008
Idade : 97

MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 3:58 pm

Sejam as tropas do general

23 Abril 2008 | por Rogério Pereira


Entre as situações, hipoteticamente em conflito, “qualquer coisa que me faça rir” e o “a bem da nação” opto, quase sempre, e despudoradamente, pela primeira.
Por vezes, as coisas parecem misturar-se, mas é raro. Normalmente, o “a bem da nação” é coisa séria, algo rara, também, enquanto o “qualquer coisa que me faça rir” é sempre entidade distante e distinta da prosperidade nacional. Ou seja, os indicadores económicos baixam sempre que qualquer coisa me faz rir.

Mas eis que se dá diminuição do IVA em 1%. Não é, a fazer fé nas palavras de alguns especialistas, mais do que uma impostura que em nada vai alterar a preço da minha bica. Porém, há que conceder, também não alcançará ser um mal para a nação. Ou seja, é um “a mais ou menos da nação”. “A mais ou menos da nação”, que pouco lhe aquece ou arrefece, diminua-se o IVA em 1%, podia ter sido a frase de apresentação de tão esbelta medida. Apesar de tudo, fez-me rir. Um “quase bem da nação” que me fez rir. Insólito. Andei, inclusive, algo preocupado, até perceber de onde vinha a piada. Foi o RAP que me esclareceu – é que o IVA tinha, em rigor, aumentado em 1%, isto a termos em conta que, não distante, o pagávamos a 19%. E para ali andei eu a gargalhar, como que ensandecido, sempre que revia o ar comprometido com que o nosso Primeiro tinha anunciado a nova, do género “sei que podem pensar que estou a gozar convosco, mas é assim…”
E para quê esta conversa toda, perguntarão, convencido sou e estou que algum perdido ainda esteja a ler esta parte do texto.
É que a possibilidade, por mais remota, a mera possibilidade, de o Alberto João vir para o continente, tipo, vir mesmo para o continente, para aqui, mesmo ao pé de nós, aqui juntinho, fazer comícios, campanhas, dançar o vira, beber uns canecos, transpiração em bica, cabelo em desalinho, aquele sotaque, céus, e todas aquelas coisa que ele faz, túneis e tudo, essa chance, faz-me rir, quase desapiedado dos meus músculos faciais e das cicatrizes deixadas pela exagerada respectiva contracção. Notem bem, se ele vier ter connosco, para além dos jornalistas e dos “tipes do piésse”, de quem é que ele vai poder dizer mal? Dos madeirenses? De Lisboa e dos senhores que nela habitam vai deixar de poder ser, pois se o próprio Alberto se transforma num deles. Não vos deixa loucos, a incerteza?
Até me arrepio de ansiedade. Como será, como será?
E tenham juízo, senhores que vão votar nas directas, lembrem-se do meio a que a Manuela recorreu para nos deixar abaixo do défice, perguntem-se onde raio andou o Pedro, o Coelho, que ao Lopes aplica-se a mesma lógica que emana desta croniqueta, bem vindo seria, falava do Coelho, por onde raio andou desde que saiu da jota, que experiência há-de ter destas andanças. Ninguém sabe. Quanto ao Patinha e ao outro, estamos conversados.
Em suma, imaginem um imenso e infindável Carnaval, um “é-prá-desgraça-é-prá-desgraça” constante. Não me lixem. Sejam as tropas do general, liguem-lhe a dizer que venha, que o apoiam, digam-lhe da minha parte que eu também o apoiaria se fosse militante, e que só não sou porque sou um pateta que não se lembrou desta divertida possibilidade.
Façam qualquer coisa, mas ele que venha, por favor.
Opto, decididamente e mais uma vez, por “qualquer coisa que me faça rir”.
SHARETHIS.addEntry({ title: "Sejam as tropas do general", url: "http://5dias.net/2008/04/23/sejam-as-tropas-do-general/" });
ShareThis


Publicado em cinco dias |
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Cogito, ergo sun



Mensagens : 761
Data de inscrição : 09/04/2008
Idade : 97

MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   Qua Abr 23, 2008 4:11 pm

Filme de terror


Há um bocado passou um filme de terror na televisão, mais precisamente na RTP-N , sem avisos nem bolas vermelhas.

De uma assentada desfilaram Patinha Antão, Mendes Bota, Ribau Esteves, alguns discorrendo sobre a maravilha de uma hipotética candidatura de Alberto João Jardim à liderança do PSD.

Como me dizia alguém: mas ele tem tropas no Contnente?

Pelos vistos está a arregimentá-las a uma velocidade vertiginosa. Deve ser por isso que estou meio zonza, até um pouco nauseada.






publicado por Sofia Loureiro dos Santos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Adivinha portuguesa   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Adivinha portuguesa
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» LÍNGUA PORTUGUESA exercícios 15 questões
» Conteúdo Programático LÍNGUA PORTUGUESA
» LÍNGUA PORTUGUESA exercícios(2) 15 questões
» A Língua Portuguesa e o Estrangeirismo
» Colonização portuguesa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Portugal-
Ir para: