InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 A impunidade de Portas em V actos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Cogito, ergo sun



Mensagens : 761
Data de inscrição : 09/04/2008
Idade : 97

MensagemAssunto: A impunidade de Portas em V actos   Qua Abr 23, 2008 4:17 pm

Paulo Portas: a impunidade não pode continuar - 5


(...)
Bom, nem vale a pena falar do caso que não é de incúria, mas de despudorada violação criminosa, que levou Paulo Portas a sair do Ministério da Defesa com quase 62.000 fotocópias de documentos classificados como "confidencial", "NATO", "submarinos", "ONU" e "Iraque"; documentos que não são obviamente “pessoais”, como ele alegou, já que se fosse esse o caso, bastaria levar ....os originais.
Resumindo, já que Paulo Portas insiste na necessidade de pôr fim à impunidade no Estado e dos seus agentes, porque não apurar a extensão das suas próprias responsabilidades quando foi governante de Portugal?
A impunidade não dura para sempre. A de Paulo Portas não pode continuar.
[Publicado por AG] [23.4.08] [Permanent Link]


Paulo Portas: a impunidade não pode continuar - 4


(...)
Também foi a incúria (no mínimo) de Paulo Portas à frente do Ministério da Defesa que explica como é que foi assinado um contrato de €450 milhões com a AgustaWestland para a aquisição de uma frota de 12 helicópteros EH-101... sem um contrato paralelo de manutenção e operação dos aparelhos, dos quais agora uns são canibalizados para pôr outros a funcionar. É verdade que a AgustaWestland também tem responsabilidades no cartório, no que toca à falta de peças e às falhas mecânicas que regularmente são referidas na imprensa, e que já causaram acidentes com feridos. Mas já em 2001, houve quem questionasse se não era disparate duplicar os encargos logísticos, adquirindo os NH-90 para o Exército e os EH-101 para a Força Aérea - helicópteros de dimensões e capacidades comparáveis, mas de empresas diferentes. Agora a resposta está aí nos aviões parados e avariados (mas avariadas não estarão provavelmente as continhas bancárias de alguns senhores envolvidos no negócio).
(...)
[Publicado por AG] [23.4.08] [Permanent Link]


Paulo Portas: a impunidade não pode continuar - 3


(...)
Porque foi a incúria (no mínimo) de Paulo Portas pelo interesses do Estado que levou Portugal a enterrar uns faraónicos €1,07 mil milhões na aquisição de dois submarinos - que o país vai ficar a pagar por largos anos - de que o país precisa tanto como ... de um porta-aviões (bem sei, bem sei, que a Marinha invocava o periscópio da Espanha a controlar-nos os mares). Mas a lógica desse contrato começa a ser mais inteligível quando está sob investigação judicial um estranho pagamento na conta em Londres da empresa ESCOM (UK), ligada ao BES, (pelo menos 24 milhões) de onde aparentemente foram desviados fundos para, através de contribuições de militantes imaginários como o tal "Jacinto Leite Capelo Rego", rechear as contas do partido de Paulo Portas... (E não só, e não só!.... uma fonte militar que viveu por dentro o processo da aquisição dos submarinos disse-me recentemente que mal Paulo Portas se meteu a negociar o contrato e fez entrar a ESCOM ao barulho e naturalmente mais gente, de outros partidos na AR, o contrato passou a custar mais 35%! Ao Estado, ao nosso bolso colectivo, sim, sim!)
(...)
[Publicado por AG] [23.4.08] [Permanent Link]


Paulo Portas: a impunidade não pode continuar - 2


(...)
Porque foi a incúria (no mínimo) de Paulo Portas pelos interesses do Estado que levou, em 2002, à saída de Portugal do consórcio europeu que estava a desenvolver o novo avião de transporte militar A400M.
A participação portuguesa no A400M incluía uma quota-parte no projecto industrial, de que ficariam responsáveis as OGMA, e que poderia beneficiar outras empresas portuguesas. Mas Portas preferiu desistir do consórcio industrial europeu para adquirir vários C-130J americanos - que afinal não adquiriu, porque como eu e muita gente avisou eram aviões com defeito, que ninguém comprava.
O A400M "custava muito dinheiro", disse na altura Paulo Portas, como uma das justificações para nos fazer desistir - em troca de nada - de um projecto em que Portugal já tinha investido muito dinheiro, incluindo na formação de técnicos e militares. Mas Paulo Portas não olhou a despesas no exemplo de incúria gritante que se segue.
(...)
[Publicado por AG] [23.4.08] [Permanent Link]


Paulo Portas: a impunidade não pode continuar -1


"O Estado quando falha, não lhe acontece nada"... diz Paulo Portas, revoltado. Contra a impunidade com que são cometido erros na Administração fiscal. Queixa-se de que "o Governo anda há três anos a cometer muitos abusos e a praticar irregularidades."
Ao acusar o Estado de "fanatismo fiscal", Paulo Portas puxa pelo oportunismo populista, que é sua imagem de marca: tais acusações vêm de alguém que nunca se preocupou com a gangrena estrutural da fuga aos impostos que este Governo tenta - talvez de forma imperfeita - atacar.
Mas numa coisa Paulo Portas tem razão: "o erro tem de que ter uma sanção" e ninguém deve ser considerado imune contra processos disciplinares, ou judiciais, nem mesmo os que exerceram as mais altas responsabilidades no Estado.
A lei aplica-se de forma igual a todos.
E é por isso que esta cruzada de Paulo Portas contra a impunidade na Administração Pública pode - e deve - voltar-se contra si próprio.
Porquê?
(...)
[Publicado por AG] [23.4.08] [Permanent Link]


Causa nossa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A impunidade de Portas em V actos   Qua Abr 23, 2008 4:29 pm









As imagens estão um bocado grandes, amanhã dou um jeito nelas, e conto mais uns disparates do Portas king
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A impunidade de Portas em V actos   Qui Abr 24, 2008 4:29 am

O maior disparate, e na minha opinião, foi mesmo o relacionado com os helis que eu postei!

Depois de se ter formado uma unidade nova (GALE na altura, agora UALE), ter dado formação a pilotos e mecânicos, o PêPê das feiras lembrou-se de cancelar o contracto invocando atrasos de meses na entrega e a não certificação do sistema de armas anti-tanque, esta última que está no segredo dos deuses (ou nas fotocópias que o tipo tirou) pois só lendo o caderno de encargos é que se pode chegar a uma conclusão! Tenho as minhas dúvidas que fosse um requisito, pois a ser como é que a Eurocopter ganha o concurso Question

As fotos a cima são dos Helis nas OGMA, a serem preparados para a entrega, chegaram a ser pintados e numerados.

O atraso dos NH-90 para o Exército, nada tem a ver com se se compra um modelo para o Exército e outro para a FAP, apenas atrasos nos pagamentos, que entretanto já se estão a pagar, prevendo-se a entraga dos mesmos para 2012. Continuando a UALE a ser uma unidade fantasma.

"...aquisição de uma frota de 12 helicópteros EH-101... sem um contrato paralelo de manutenção e operação dos aparelhos, dos quais agora uns são canibalizados para pôr outros a funcionar."

Outro grande erro, mas!!!!!!!!!! a falta de peças deve-se a outros dois factores, a necessidade dos Ingleses precisarem das peças para manter os seus Helis no Afeganistão e salvo erro no Iraque (não sei se lá têm algum), e a AgustaWestland não aumentar a produção das mesmas, julgo que teria de criar nova linha de montagem.

"...€1,07 mil milhões na aquisição de dois submarinos..."

Eu desta poda é que não percebo nada, mas uma coisa eu sei, os submarinos são mesmo necessários!!!!!!!!!!!

"...à saída de Portugal do consórcio europeu que estava a desenvolver o novo avião de transporte militar A400M."

Outra asneirada monumental, mas equaciona-se a retomado do projecto Idea

Acho que está a faltar qualquer coisa scratch , por por agora fica assim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A impunidade de Portas em V actos   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A impunidade de Portas em V actos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Jesus está às portas
» Combinatória - (portas de entrada)
» Simuladores - Protoboard, Osciloscópio, Portas Lógicas e Mapa de Karnaugh
» Se uma sala tem 10 portas...
» Um salão possui quatro janelas e três portas

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Portugal-
Ir para: