InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Set 18, 2007 12:36 am

Bush agradece apoio português no Iraque



O presidente norte-americano, George W. Bush, agradeceu, ontem, ao povo português o apoio dado à intervenção norte-americana no Afeganistão e no Iraque. Após uma reunião de cerca de uma hora com o primeiro-ministro, José Sócrates - em que participaram também o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, e a secretária de Estado norte-americana Condoleezza Rice -, Bush admitiu que foi uma "questão difícil" mas que se pretende "ajudar os países desses povos, que querem viver em paz e em liberdade".

A visita de José Sócrates à Casa Branca destinava-se essencialmente a discutir temas internacionais, em particular os que envolvem a presidência da União Europeia. As questões do Darfur, Kosovo e Médio Oriente foram destacadas por George W. Bush, afirmando a necessidade da Europa e dos Estados Unidos trabalharem "mais perto", de forma a "resolver ou, pelo menos, minorar esses problemas".

Nas curtas declarações finais após o encontro, sempre em inglês e sem direito a questões dos jornalistas, José Sócrates admitiu que os assuntos em discussão são "delicados" e que, em particular no que diz respeito à província sérvia do Kosovo, a cooperação é "muito importante para se alcançar a estabilidade e a segurança na região". O primeiro-ministro, que assegura a presidência da União Europeia, comprometeu-se ainda "tudo fazer para manter a Europa unida" quanto à questão do Kosovo. Sócrates congratulou-se ainda com o que diz serem os progressos registados no problema do Médio Oriente, elogiando a acção do presidente do "quarteto", Tony Blair.

União é a palavra chave

Tanto José Sócrates como George W. Bush destacaram a importância de manter as boas "relações transatlânticas". Uma forma de atirar para trás das costas alguns desencontros de posições entre as duas partes, visível até no facto de José Sócrates ter sido opositor, ainda enquanto líder da Oposição, de algumas das opções políticas dos Estados Unidos, como a intervenção no Iraque.

Porém, agora os tempos são outros e a palavra chave volta a ser união Sócrates diz ser necessário manter a "Europa forte e unida" para trabalhar "em estreita coordenação com os EUA a favor da estabilidade e da segurança mundial". Mais, diz que "não há nenhum problema no Mundo que não precise da atenção da União Europeia e dos Estados Unidos". Na véspera, Sócrates já tinha deixado bem claro que os momentos de divergência tinham ficado para trás: "O mais importante é olhar para o futuro.

JN (18-09-2007)


Última edição por em Ter Out 02, 2007 6:00 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Set 18, 2007 2:59 am

Blackwater proibida de operar no Iraque

O Governo do Iraque interditou, ontem, a empresa de segurança privada norte-americana Blackwater de continuar a operar naquele país, na sequência de um incidente que custou a vida a oito iraquianos, anunciou o ministro da Defesa. De acordo com um porta-voz do Ministério, foi aberto um inquérito criminal "contra os que cometeram esses crimes" [anteontem]. A secretária de Estado norte-americana, Condoleezza Rice, já manifestou o seu desagrado ao primeiro-ministo iraquiano.

A Blackwater é formada por guardas armados de diferentes nacionalidades e tem assegurado, desde a invasão do Iraque em Março de 2003, a protecção do administrador norte-americano Paul Bremer e dos embaixadores John Negroponte, Zalmay Khalilzad e Ryan Crocker, bem como de diversos diplomatas e altas individualidades de visita ao Iraque. Nos últimos quatro anos, a empresa celebrou contratos com o Pentágono de centenas de milhões de dólares.

Equipados com capacetes e coletes à prova de bala, os trabalhadores da Blackwater dispõem de equipamentos dignos de um verdadeiro exército armas ligeiras de todo o tipo, metralhadores pesadas, veículos blindados e helicópteros.

Reputados pela sua brutalidade, são odiados pelos iraquianos e conhecidos por abrirem fogo indistintamente sobre os veículos ou os peões que, inadvertidamente, de aproximam dos seus comboios. Agem com total independência e apenas respondem perante a sua própria hierarquia.

A Blackwater conquistou o olhar do grande público em Março de 2004, quando quatro dos seus trabalhadores norte-americanos morreram numa emboscada em Falluja, o bastião rebelde a oeste de Bagdade. As imagens dos corpos calcinados chocaram o Mundo e aceleraram uma operação militar de envergadura em Falluja, em Abril e em Novembro de 2004, praticamente reduzida a cinzas.

JN
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin
Admin


Mensagens : 7
Data de inscrição : 12/09/2007

MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Set 18, 2007 3:16 am

Considero Bush um bom presidente, mas esta guerra do Iraque vai de mal a pior
Certamente os massacres são bem mais elevados do que aqueles que nos chegam diariamente na TV
Ter dezenas de milhares de tropas privadas, autênticos mercenários é demonstrativo da fraqueza por parte dos americanos em controlar o Iraque.

Agora segue-se o Irão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://vagaliberdade.forumotion.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Set 18, 2007 10:55 am

Admin escreveu:
Considero Bush um bom presidente, mas esta guerra do Iraque vai de mal a pior
Certamente os massacres são bem mais elevados do que aqueles que nos chegam diariamente na TV
Ter dezenas de milhares de tropas privadas, autênticos mercenários é demonstrativo da fraqueza por parte dos americanos em controlar o Iraque.

Agora segue-se o Irão.

DISCORDO. Como Americano e Republicano, vejo a situacao no IRAQUE a melhorar. Os USA, nao vao sair a balda, depois de 500 000 000 000 de investimento . Os ataques estao a deminuir. O General patreus, UM heroi nacional, teve estas conclusoes. Que nao a=sao as dos que mais parecem aliados da AL-QUEDA. Pelo menos o discurso e igual (democratas). Estas coisas levam tempo e persistencia e valentia. A misasao e Nobre. Os USA nunca se intimidaram por causa de baixas.
Aqui nos USA, ja vao 6 anos e e 7 dias, sem um ataque terrorista e isso devemos a GEORGE W. BUSH.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Seg Set 24, 2007 7:10 am

A quem respondem os comandos civis que fazem a guerra em outsourcing?



Citação :
Estão no Iraque mais de 160.000 funcionários de empresas privadas que fazem da guerra o seu trabalho. São tantos, ou talvez até mais, do que os soldados norte-americanos. E a quem têm de prestar contas estes civis que fazem a guerra em outsourcing? Na verdade, actuam num vazio legal, que lhes garante a impunidade — mesmo quando acusados de actos que levariam um militar a um tribunal marcial, como acontece com os comandos da Blackwater, que esta semana andaram nas manchetes.

A maioria destes 160.000 trabalhadores das 177 empresas presentes no Iraque asseguram funções de apoio ao exército (limpeza e refeições, por exemplo), ou de reconstrução de infra-estruturas (a Bechtel, à qual esteve ligado o vice-Presidente Dick Cheney, assegurou contratos para refazer esgotos e sistemas eléctricos, por exemplo).

Diz a imprensa americana que entre 20.000 e 50.000 desses trabalhadores — os números são muito incertos, porque Washington os mantém em segredo — é que serão especialistas em segurança, como a Blackwater, que trabalha para o Departamento de Estado.

A Blackwater tem cerca de 1000 comandos no Iraque, que garantem a segurança do pessoal diplomático dos EUA. E foi no cumprimento dessa missão que o Governo iraquiano os acusa de terem morto 11 civis na semana passada — incluindo uma mulher e o bebé que trazia ao colo.

O relatório do inquérito sobre o incidente feito pelo Ministério do Interior iraquiano está pronto, e o Governo de Nuri al-Maliki gostaria de submeter os suspeitos à justiça iraquiana. Mas isso é pouco provável, reconheceu um porta-voz do Executivo à Reuters, porque isso criaria "um vazio de segurança" em Bagdad.

Falta ainda o relatório da investigação que o Departamento de Estado está a fazer sobre o incidente, e também o de uma comissão conjunta, de iraquianos e americanos. Com tanto relatório, apurar-se-á a verdade?

"Haver investigações separadas é um primeiro passo de gigante na direcção errada", dizia um editorial do jornal Los Angeles Times. "Se as investigações produzirem dois cenários, a justiça dará lugar à política, deixando muitas dúvidas na opinião pública iraquiana e norte-americana."

Até porque a justiça, no quadro actual, seria difícil. Continua em vigor a Ordem 17, herdada do tempo em que o Iraque era um território ocupado, sob administração norte-americana, pelo embaixador Paul Bremer. Garante imunidade aos trabalhadores das empresas contratadas em outsourcing por actos cometidos no Iraque. Não estão submetidos à justiça militar, como o exército. O Parlamento iraquiano poderia revogar esta lei, mas não o fez até agora.

O bater de pé do Governo iraquiano por causa da Blackwater está a ser lido pelos analistas como uma tentativa de mostrar aos cidadãos quem manda de facto no país. E a Blackwater é uma empresa de segurança particularmente detestada — até pelas outras firmas, que a acusam de arrogância.

Não é a primeira vez que a Blackwater se vê em apuros no Iraque. No Natal passado, um comando da empresa matou um segurança do vice-Presidente Adel Abdul Mahdi. Foi mandado de volta aos EUA, sem que se saiba que tenha sido julgado. E eram da Blackwater os quatro homens mortos e exibidos numa ponte em Falluja, em 2004, um evento brutal que marcou a viragem para a guerra sangrenta de emboscada.

As acções dos comandos da Blackwater indispõem os iraquianos contra a presença americana e acabam por criar problemas ao exército dos EUA. Há iniciativas legislativas no Congresso para que estas forças sejam submetidas à justiça militar, mas, até agora, não avançaram.

Será desta que a guerra privatizada entrará numa nova fase, para "conquistar os corações e os espíritos dos iraquianos"?

Publico
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Seg Set 24, 2007 9:51 am

UM dia acusam os USA de controlar o Governo . No outro dizem que o GOVERNO expulsa BLACKWATER. Decidam-se!!! Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
ypsi



Mensagens : 889
Data de inscrição : 15/09/2007

MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Out 02, 2007 5:58 am

Segurança de Bassorá deve passar para iraquianos "nos próximos dois meses"

Gordon Brown anuncia a retirada de mil homens do Iraque até ao final do ano



O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, anunciou hoje em Bagdad que mil soldados britânicos podem ser retirados do Iraque até ao final do ano.

"Acredito que, até ao final do ano, as tropas britânicas podem ser reduzidas para 4500", afirmou Brown aos repórteres durante a sua visita à capital iraquiana. "Isso libertará mil dos nossos militares e, se tudo correr bem, eles estarão de regresso a casa no Natal".

O primeiro-ministro britânico aterrou esta manhã em Bagdad com o objectivo de avaliar a permanência das tropas do seu país no Iraque.

Brown anunciou ainda que as forças britânicas deverão remeter o controlo da província de Bassorá (sul) para as autoridades iraquianas "nos próximos dois meses".

"Acredito que nos próximos dois meses, poderemos passar a um controlo iraquiano da província (de Bassorá), que os iraquianos tomarão a responsabilidade da sua própria segurança", declarou Gordon à imprensa.

Público (02-10-2007)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Out 02, 2007 7:49 am

As mortes de tropas Americanas diminuio em 50%!!! A estrategia de BUSH, esta a funcionar. Mas noticias para os socios do TERROR=DEMOCRATAS.
Voltar ao Topo Ir em baixo
B

avatar

Mensagens : 197
Data de inscrição : 12/09/2007

MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Ter Out 02, 2007 10:26 am

AMERICANO escreveu:
As mortes de tropas Americanas diminuio em 50%!!! A estrategia de BUSH, esta a funcionar. Mas noticias para os socios do TERROR=DEMOCRATAS.

Isso é muito bom, quanto mais democrata for o Iraque melhor será para o mundo.
Penso que também já estava na altura de as forças de coligação começarem a sair de lá em peso, e dar o controlo aos Iraquianos.

Resta saber como os Americanos vão reagir com o Irão jocolor
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://brunopaulo.miniville.fr/
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qui Out 11, 2007 4:26 pm

A guerra do Iraque numa fotografia




Um puto iraquiano a observar um carro que foi rebocado para uma esquadra da policia, depois de terem sido duas mulheres assassinadas por "seguranças" de uma empresa privada Australiana.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qui Out 11, 2007 8:25 pm

B escreveu:
AMERICANO escreveu:
As mortes de tropas Americanas diminuio em 50%!!! A estrategia de BUSH, esta a funcionar. Mas noticias para os socios do TERROR=DEMOCRATAS.

Isso é muito bom, quanto mais democrata for o Iraque melhor será para o mundo.
Penso que também já estava na altura de as forças de coligação começarem a sair de lá em peso, e dar o controlo aos Iraquianos.

Resta saber como os Americanos vão reagir com o Irão jocolor

Os USA atacarao o IRAO, NO PROXIMO ANO.

GOD BLESS AMERICA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Out 17, 2007 3:25 am

Los Angeles adopta moção para retirada das tropas

Citação :
O Conselho Municipal de Los Angeles, a segunda maior cidade dos Estados Unidos, aprovou hoje uma moção simbólica a favor de uma retirada das forças armadas norte-americanas do Iraque, indicou hoje fonte daquele Município.
O Conselho dominado pelos democratas votou a favor desta medida por 12 votos contra dois e uma abstenção.

«Hoje, a cidade de Los Angeles envia uma mensagem forte e clara: que a guerra no Iraque termine», declarou durante a sessão o conselheiro municipal Bill Rosendahl, autor da moção.

Los Angeles, que conta perto de quatro milhões de habitantes, torna-se assim a maior cidade norte-americana a apelar à retirada das tropas, quatro anos e meio depois da invasão do Iraque pela coligação (américo-britânica) para derrubar Saddam Hussein.

Diário Digital / Lusa

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Out 17, 2007 9:06 pm

SIMBOLICA!!! so isso!!!Daqueles que estao em sintonia com a AL-QUEDA!!
Os DEMOCRAPS, GAYS !! Anbientalistas. Enfim todos os loucos deste Mundo!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Sex Out 19, 2007 5:18 am

ataque aéreo a uma mesquita Arrow

video

repugnante Evil or Very Mad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Sex Out 19, 2007 8:42 am

NAO SE A mesquita, FOR USADA COMO base terrorista. E la que escondem armas!!! Nao seja tao INGENUO!!! pARA ALEM DISSO E LA QUE SE ENSINA O ODIO ao OCIDENTE.!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Nov 14, 2007 5:35 pm

FBI culpa Blackwater pela morte de 14 civis

Citação :
A investigação do FBI concluiu que os agentes da companhia de segurança privada Blackwater dispararam injustificadamente contra pelo menos 14 dos 17 civis que morreram no dia 16 Setembro, em Bagdade, e que deixou outras 27 pessoas feridas.

A informação é avançada peloNew York Times, que acrescenta que o Departamento de Justiça já está a analisar os dados do FBI, sendo que a investigação continua.

Segundo New York Times, que cita como fontes civis e oficiais que deram informações ao FBI, não h+á nenuma evidência que apoie as afirmações dos empregados da Blackwater, nomeadamente de que apenas repsonderam aos tiros vindos dos civis iraquianos.

A investigação do FBI estima que apenas três das 17 mortes ocorridas na praça Al Nazur podem justificar-se como resporta a uma ameaça iminente, de acordo com as leis sobre uso de força letal pelas companhias de segurança privada dos EUA.

O incidente provocou grande comoção entre a população iraquiana, tendo o Governo ratificado uma proposta de lei para retirar a imunidade a todas as agências de segrança estrangeiras a operar no país.

Consulte o dossiê "Empresas de Mercenários"

fonte
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Nov 14, 2007 6:58 pm

FINALMENTE AS PALHACAS ESQUERDAS, JA NAO VOMITAM O IRAQUE. Porque o PLANO D BUSH,esta a funcionar. Mais 80 000 000 000vao ser aprovados para o IRAQUE, E ATE COM O APOIO DOS DEMOCRATAS, QUE ANTES ERAM CONTRA!!! bush prova todos errados. E que estava certo desde o principio.E nao vacilou, para desespero das esquerdas!!!

GOD BLESS AMERICA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vagamente livre



Mensagens : 157
Data de inscrição : 16/10/2007

MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qui Nov 15, 2007 5:06 am

A parvoice não tem cura.

Porque será que se suicidam tantos veteranos de guerra nos EUA?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qui Nov 15, 2007 10:24 am

Porque sera que se suicidam tanta gente naqueles paraisos da SUECIA ,DINAMARCA e NORUEGA?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Dom Nov 18, 2007 6:39 am

Caem que nem tordos Cool
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Nov 21, 2007 5:25 am

Iraque pacificado?

A guerra iraquiana já demonstrou que aquilo que parece um imenso sucesso de Bush rapidamente se transforma apenas num momento menos mau de uma guerra, que parece cada vez mais perdida.
O aumento do número de soldados americanos no Iraque (chegaram mais de 30 mil na primeira metade deste ano) está na base de uma onda de optimismo que tem varrido a Casa Branca e a Zona Verde: o aumento da repressão levou a uma diminuição da violência em mais de 50% e um lento regresso àquilo que no Iraque ocupado se poderá chamar uma vida normal.

Estes novos resultados na condução da ocupação são um trunfo político que os partidários da guerra não deixarão de tentar utilizar. Importa por isso relembrar alguns factos resultantes da estratégia da Casa Branca.

Segundo o Crescente Vermelho Iraquiano e a Organização Internacional para as Migrações a violência sectária e o número de deslocados aumentou de forma acentuada com a chegada dos reforços americanos. Em cada bairro e em cada cidade os grupos maioritários, xiitas ou sunitas, tentaram estabelecer a sua supremacia aproveitando o clima de violência proporcionado pela presença de mais 30 mil soldados. Num relatório de Agosto a própria Casa Branca anuncia uma relativa acalmia nos combates entre iraquianos mas admite que esta se deve em grande parte ao desaparecimento das zonas de população mista resultante dos processos de limpeza étnica.

Por sua vez, o primeiro-ministro Nouri Al-Maliki anunciou triunfalmente no início deste mês o regresso de 7000 mil famílias a Bagdad como prova do novo clima de paz que se vive no país. Este número, independentemente da sua precisão, deve ser encarado com a maior suspeição. A guerra criou uma enorme vaga de refugiados em direcção à Síria (1.5 milhões de iraquianos) e à Jordânia (700 mil). A Jordânia estabeleceu limites rígidos à entrada de iraquianos há mais de um ano e desde aí a Síria recebeu entre 2000 a 4000 refugiados por dia tornando-se a principal rota de fuga à guerra. No entanto no início de Outubro o governo de Damasco fechou as fronteiras aos refugiados e aprovou uma lei que na prática obriga ao regresso dos iraquianos ao seu país. A decisão foi tomada após longa pressão por parte de Al-Maliki que considerava que a fuga dos iraquianos estava a minar os esforços de estabilização do país. Assim se alimentam as estatísticas do sucesso da ocupação à custa daqueles que são proibidos de fugir à guerra.

Por último os falcões de Washington exultam com a redução do número de baixas que o exército americano sofreu nos últimos meses. É verdade que o aumento do número de soldados no terreno pode ter levado a resistência a recuar. Mas levou também, como ensinam os manuais de combate à guerrilha, a um aumento das buscas domiciliárias, das humilhações, da tortura, das prisões e mortes arbitrárias. E isso certamente alimentará uma nova vaga de descontentes prontos a pegar em armas pela liberdade do seu país.

A guerra iraquiana já demonstrou que aquilo que parece um imenso sucesso de Bush rapidamente se transforma apenas num momento menos mau de uma guerra, que parece cada vez mais perdida.

Rui Borges
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Qua Nov 21, 2007 11:28 am

Quando os seus amiguinhos turras, se integrarem na DEMOCRACIA, essas pessoas voltam!!!!! Se nao e amiguinho dos turras, WHAT IS YOUR POINT?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Sex Dez 07, 2007 3:15 pm

Iraque, que futuro?

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   Sex Dez 07, 2007 7:46 pm

ricardonunes escreveu:
Iraque, que futuro?


Com 2-5 milhoes de barris/dia, de exportacoes, concerteza quer nao sera mau!! PELOMMENOS, SE NAO ESTIVER NO PODER , OUTRO SADDAM, a ROUBAR a massa e a construir PALACIOS!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
IRAQUE - retirada de mil homens até ao final do ano
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» ISRAEL: MAIOR SINAL DOS FINAL DOS TEMPOS
» Ministério de Homens nas Igrejas
» É a Biblia palavra de Deus ou de Homens?
» Falsos Jesus Cristos (Homens que dizem ser Jesus)
» Quantos homens.............

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: