InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:38 am

Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto

LUÍS NAVES
Bilawal Zardari, que passará a usar o nome de família da sua mãe e do seu avô, Bhutto, foi escolhido para liderar o Partido do Povo do Paquistão (), o maior da oposição. Ontem, enquanto era apresentado ao país, Bilawal, de 19 anos, não conteve a emoção na última frase do seu breve discurso: "A minha mãe dizia que a democracia é a melhor vingança", afirmou.

Bilawal poderá ser o futuro líder do Paquistão, mas para já é demasiado jovem e tem de terminar os estudos. Assim, a liderança do partido pertence temporariamente a seu pai, Asif Ali Zardari, figura polémica que o PPP nomeou co-presidente, com base no testamento político de Benazir Bhutto, a mãe de Bilawal, que foi assassinada. Será Zardari, com toda a probabilidade, o verdadeiro chefe da família e do partido, uma espécie de regente.

A sucessão dinástica na mais carismática família política do Paquistão foi consequência do brutal assassínio da ex-primeira-ministra. Benazir Bhutto preparava-se para ser a vencedora das legislativas e provinciais de 8 de Janeiro, mas foi vítima de um atentado suicida, na quinta-feira, em Rawalpindi. A líder do PPP tinha um acordo de partilha de poder com o Presidente Pervez Musharraf, cujo isolamento político se tornou agora ainda mais evidente.

A morte da antiga primeira-ministra mergulhou o Paquistão no caos e só ontem acalmaram os protestos. Durante dois dias, houve muitas dúvidas sobre a manutenção do calendário eleitoral. O PPP reservou para ontem a sua posição sobre as eleições, optando por comparecer nas urnas e apelando ao outro grande partido democrático, a Liga Muçulmana, de Nawaz Sharif (PML-N), para que participe. Nawaz Sharif tinha anunciado a intenção de boicotar a votação, mas ontem um seu porta- -voz fez saber que a PML-N estará nas eleições.

Agora, é o campo de Musharraf que parece comprometer o calendário. Ontem, Tariq Azim, um alto dirigente do partido que apoia o Presidente, Liga Muçulmana Quaid (PML-Q), sugeriu que não há condições para votar. O partido suspendeu a campanha e, em consequência, "um adiamento de 10 a 12 semanas é uma opção realista", sugeriu Azim.

A decisão pertence à comissão eleitoral, que se pronuncia hoje sobre o calendário. Na sexta-feira, esta comissão já tinha feito uma referência à falta de condições, devido a dificuldades logísticas provocadas pela violência que se seguiu à morte de Benazir.

O campo de Musharraf poderá ter interesse no adiamento, pois arrisca-se a ser punido nas urnas. O seu PML-Q não dispõe da mesma máquina partidária da facção Nawaz ou do PPP. Além disso, o Presidente não conseguiu sacudir a culpa pela morte de Benazir Bhutto. As versões oficiais sobre o crime foram contestadas. Mas o maior perigo, nestas eleições, será o avanço dos partidos islamitas, agrupados numa coligação, Muttahida Majlis-e-Amal (MMA). Outro elemento desestabilizador é a questão étnica. Benazir era de etnia Sindh, maioritária no sul, o que explica a força dos tumultos na maior cidade do país, Carachi. E há muita indignação em relação à etnia dominante na província do Pundjab, no Norte. Se a situação se agravar, haverá forte probabilidade de uma intervenção militar.|
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:40 am

O MARIDO de BHUTTO, e conhecido como o sr. 10% QUE ERA QUANTO EXIGIA DE COMISSAO PELAS TRANSACCOES com o GOVERNO quando a mulher era primeira-ministra e chegou a ser e estar PRESO! eSSA GENTE NAO SAO santos!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:47 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
O MARIDO de BHUTTO, e conhecido como o sr. 10% QUE ERA QUANTO EXIGIA DE COMISSAO PELAS TRANSACCOES com o GOVERNO quando a mulher era primeira-ministra e chegou a ser e estar PRESO! eSSA GENTE NAO SAO santos!!!


meu caro amigo
segundo cheirei por aí nas esquinas esta gente era quem o BUSH ia apoiar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:49 am

O BUSH apoia a DEMOCRACIA.E essas decisoes sao para o POVO do PAQUISTAO. Mas que os BHUTTOS nao sao flor que se cheire!!! Nao sao melhores que MUSSHARRAF!!!! nAO SAO inocentes E QUE TEEM UMA historia DE corrupcao...............
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vitor mango

avatar

Mensagens : 4711
Data de inscrição : 13/09/2007

MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:52 am

RONALDO ALMEIDA escreveu:
O BUSH apoia a DEMOCRACIA.E essas decisoes sao para o POVO do PAQUISTAO. Mas que os BHUTTOS nao sao flor que se cheire!!! Nao sao melhores que MUSSHARRAF!!!! nAO SAO inocentes E QUE TEEM UMA historia DE corrupcao...............


Viúvo de Benazir é conhecido como "sr. 10%"

O viúvo de Benazir Bhutto, Asif Ali Zardari, é visto com suspeição pelo povo paquistanês. Sobre ele há suspeitas de aceitar "luvas".
3:37 | Segunda-feira, 31 de Dez de 2007
x
Viúvo de Benazir é conhecido como "sr. 10%" Asif Ali Zardari (ao centro, a ser abraçado) tem 54 anos e vem de uma família feudal disparada para a fama após o seu casamento combinado com Benazir
Shakil Adil/AP
Asif Ali Zardari (ao centro, a ser abraçado) tem 54 anos e vem de uma família feudal disparada para a fama após o seu casamento combinado com Benazir

O viúvo de Benazir Bhutto é um antigo ministro que passou oito anos na cadeia por alegados crimes de corrupção e tem a reputação sombria de "Sr. 10 por cento", suspeito de aceitar "luvas".

No seu testamento, lido no domingo, Benazir indicava Asif Ali Zardari como seu sucessor à frente do Partido do Povo Paquistanês (PPP), em caso de ser morta. No entanto, Zardari, que é visto com suspeição por muitos paquistaneses, indicou o filho, Bilawal Bhutto Zardari, de 19 anos, para presidente do partido fundado pelo avô, Zulfikar Ali Bhutto, em 1967.

Enquanto Asif é figura proeminente na política paquistanesa, com uma reputação marcada por alegações de ter feito fortuna durante a governação de Benazir, o filho é visto como um cortês estudante anglófono de Oxford que passou no estrangeiro a maior parte da sua vida.

Bilawal disse, no domingo, em conferência de imprensa, que enquanto estiver a concluir o seu curso, o pai ficará a "tomar conta" do PPP.

Origem feudal

Asif Ali Zardari, de 54 anos, vem de uma família feudal disparada para a fama após o seu casamento combinado com Benazir, que se tornou primeira-ministra pela primeira vez em 1988, três meses antes de dar à luz Bilawal.

Zardari é geralmente tido como o responsável pelas tribulações sofridas por Benazir durante a sua vida política, sendo a causa de, por duas vezes, ela ter sido forçada a deixar o poder.

Asif Zardari foi preso pela primeira vez em 1990, acusado de assassínio e fraude bancária, quando o primeiro Governo de Benazir foi demitido.

Foi libertado em 1993 e as acusações foram retiradas, incluindo a que alegava que Asif tentara extorquir milhões de dólares a um homem de negócios britânicos amarrando-lhe uma bomba à perna.

Zardari e os seus apoiantes disseram que as acusações eram falsas e tinham motivações políticas.

No segundo Governo de Benazir, Zardari foi ministro do Investimento, tendo ganho a fama de "Sr. 10 por cento" por, alegadamente, exigir comissões pelos contratos aprovados.

Foi preso pela segunda vez em 1996, acusado de corrupção e de participação no ataque ao irmão de Benazir, Murtasa, morto num tiroteio perto da sua casa em Carachi.

Depois de anos na prisão, enfrentado maratonas de julgamentos em diversos tribunais pelo país, Zardari foi libertado em Dezembro de 2004 e deixou o Paquistão para se juntar à família nos Emirados Árabes Unidos.

Zardari sofre do coração e de dores nas costas que, segundo os assessores, são resultantes do seu tempo na prisão.

O sucessor de Benazir

Pouco se sabe de Bilawal, que passou a maior parte dos últimos oito anos nos Emirados, com a família.

É muito parecido com a mãe, com o rosto alongado e o nariz afilado, olhos negros e sobrancelhas espessas.

Enquanto o pai falou no domingo em urdu, a língua local e da zona noroeste da Índia, Bilawal exprimiu-se sempre em inglês, levantando dúvidas sobre o seu domínio da língua nacional paquistanesa.

Benazir, que também viveu muitos anos no estrangeiro, enfrentou no início alguns problemas linguísticos.

Em comentários breves, o jovem Zardari propôs-se continuar "a longa e histórica luta do partido pela democracia, com renovado vigor".

"A minha mãe sempre disse que a democracia é a melhor vingança", disse.

Fontes próximas da família indicam que Bilawal partilha os mesmos passatempos feudais do pai, cavalos e hipismo, tiro ao alvo e taekwondo, em que é cinturão negro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   Seg Dez 31, 2007 10:56 am

O MR. 10%!!! E por causa dessas DINASTIAS, que esses Paises se manteem ATRASADOS!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sucessão dinástica na poderosa família Bhutto
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» ESCOLA BÍBLICA: A FAMÍLIA, UM PROJETO DE DEUS. Conflitos familiares. Ex: Na vida de Abrãao. Parte 3
» Dinâmica
» Nikola Tesla e a Arma mais poderosa do mundo
» Dia da semana do Programa de Ginástica
» Problema - (característica comum)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Europa e o Mundo-
Ir para: