InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Gomes Guerreiro-Investigador de ciências florestais-EM LIVRO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Lech Walesa

avatar

Mensagens : 452
Data de inscrição : 30/01/2008

MensagemAssunto: Gomes Guerreiro-Investigador de ciências florestais-EM LIVRO   Sab Fev 09, 2008 3:51 am

Primeiro Reitor da Ualg retratado em livro

Ver Galeria

08-02-2008 13:22:00
Manuel Gomes Guerreiro, em fotos e testemunhos. Fotobiografia é hoje apresentada em Faro.

“Foi uma personalidade notável, de grande rigor, com grande espírito científico, e apesar do seu ar calmo e tranquilo era um homem de grande dinamismo, que ajudou a fundar várias Universidades”, afirma Fernando Santos Pessoa, o autor da obra foto-literária.

O livro, que será apresentado hoje à tarde na Universidade do Algarve (17h00), no Anfiteatro Azul de Gambelas, insere-se na colecção Fotobiografias, uma série de publicações da Fundação Manuel Viegas Guerreiro dedicada a personalidades da cultura algarvia.

Fernando Pessoa (arquitecto paisagista que fundou o Serviço Nacional de Parques, hoje Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade) recorreu a testemunhos e a fontes documentais, um trabalho dificultado pela própria personalidade do ex-reitor: “Ele não ligava nada a essas coisas das fotografias e de guardar documentos sobre si, e daí o reduzido espólio fotográfico e documental que existia. Felizmente, eu como amigo, tinha muitas recordações”, adianta Fernando Pessoa.

Manuel Gomes Guerreiro foi um ilustre investigador e mestre em ciências florestais, ecologia e defesa da Natureza, tendo assumido posições pioneiras em diversos domínios do conhecimento, mas muitas das suas convicções, actuais nos dias de hoje, caíram no esquecimento. “Ele era um neofisiocrata, que defendia o desenvolvimento importante do sector primário, hoje completamente ao abandono. Hoje nós temos dois terços do território do Algarve despovoado e ele defendia um desenvolvimento equilibrado”, acrescenta.

Por isso mesmo, nos últimos anos de vida, Manuel Gomes Guerreiro, que chegou a ser Secretário de Estado do Ambiente do I Governo de Mário Soares, era um homem desiludido: “Aquilo que ele dizia não encontrava eco no desenvolvimento do país, assim como ainda acontece, por exemplo, com o Arquitecto Ribeiro Telles”. Ribeiro Telles é, aliás, uma das pessoas convidadas para a cerimónia de apresentação do livro, que tem um prefácio do ex-presidente da República Ramalho Eanes.

Quem foi Gomes Guerreiro

Algarvio, nascido em 1919 no lugar de Vargens, em Querença, Manuel Gomes Guerreiro ajudou a criar e/ou a dirigir as Universidades de Luanda, Évora, Nova de Lisboa, Algarve e Internacional de Lisboa.

Uma das mais ilustres personalidades do Algarve e do meio académico português, Gomes Guerreiro ingressou no Instituto Superior de Agronomia, da Universidade Técnica de Lisboa, onde se licenciou em Engenharia Florestal e, mais tarde, se doutorou em Ciências Florestais. Trabalhou durante 12 anos na Estação de Experimentação Florestal do Sobreiro, em Alcobaça, investindo parte da sua vida profissional nos estudos no âmbito da genética, com passagem pela Universidade de Coimbra.

Nas suas viagens de estudo, especialmente por Trás-os-Montes e Algarve, acabou por ficar a conhecer o país do ponto de vista bioclimático. Na mesma perspectiva deslocou-se ao Sul de França e ao Norte de Itália tendo conhecido, mais tarde, todas as ilhas da Macaronésia, com especial relevância para Cabo Verde. Na segunda metade dos anos 50 esteve integrado na antiga Direcção Geral dos Serviços Florestais e Aquícolas e, mais tarde, por convite, teve oportunidade de trabalhar durante cerca de seis anos no Instituto de Investigação Científica de Moçambique, em Lourenço Marques, de que foi director. Nesta cidade dirigiu igualmente o Museu de História Natural de Álvaro de Castro e a prestigiosa Sociedade de Estudos de Moçambique.

Ainda por convite, transferiu-se, em 1965, para Angola onde trabalhou nove anos na Universidade de Luanda, primeiro como Delegado do Reitor junto dos cursos de Agronomia, Silvicultura e Veterinária, em Nova Lisboa e, nos dois últimos anos como Vice-Reitor em Luanda.

Para além de ter colaborado na instalação da Universidade de Luanda (designadamente no seu polo do Huambo), participou depois, por convite do Ministro da Educação, na criação das Universidades de Évora, Nova Lisboa e Algarve, tendo nesta última, exercido as funções de Presidente da Comissão Instaladora e depois de seu primeiro Reitor.

Atingiu a jubilação como professor da Universidade Nova de Lisboa, em serviço da Universidade do Algarve, tendo assegurado durante algum tempo as funções de Presidente do Conselho Científico da actual Faculdade de Economia. Foi ainda Vice-Reitor da Universidade Internacional de Lisboa.

De 1976 a 1977 exerceu as funções de Secretário de Estado do Ambiente do primeiro Governo Constitucional presidido por Mário Soares e foi, anos mais tarde, presidente em Portugal do Programa MAB da UNESCO.

Manuel Gomes Guerreiro, que morreu em 2000, escreveu e publicou cerca de 150 títulos de investigação científica.

http://www.observatoriodoalgarve.com/cna/noticias_ver.asp?noticia=19941
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Gomes Guerreiro-Investigador de ciências florestais-EM LIVRO
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Livro para Olimpíadas de matemática
» Receba gratuitamente o livro Tempo de Esperança
» Um livro de 200 páginas
» Qual o melhor livro de Mátematica do Fundamenta?
» Livro: Flavio Josefo – História dos Hebreus

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Artes & Letras-
Ir para: